Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A privacidade dos usuários da internet é uma questão que tem preocupado governos de todo o mundo. Dessa vez, o Facebook foi multado em 6,7 bilhões de Wons (ou cerca de US$ 6 milhões) na Coreia do Sul por divulgar dados pessoais dos usuários sem seu consentimento. Além disso, a empresa ainda vai ser investigada criminalmente por conta do caso.

A Comissão de Proteção de Informações Pessoais da Coreia do Sul, fundada em agosto, divulgou comunicado afirmando que o Facebook vazou dados de 3,3 milhões de usuários entre 2012 e 2018 sem que as pessoas soubessem ou consentissem. A rede social de Mark Zuckerberg conta com 18 milhões de usuários no país asiático.

publicidade

Um porta-voz do Facebook no país declarou que a empresa tem cooperado ao máximo com o processo investigativo e lamentou a decisão da Coreia do Sul de abrir investigação criminal pela divulgação dos dados, mas não quis ir além, dizendo que a empresa ainda não estudou a decisão.

Problema antigo

Esta não é a primeira multa que o Facebook recebe do governo da Coreia do Sul. Em 2018, a Comissão de Comunicações acusou a plataforma de desacelerar as conexões dos seus usuários, e aplicou uma multa de 396 milhões de Wons (US$ 396.706).

A rede social recorreu judicialmente e a multa foi rescindida, já que a justiça sul-coreana decidiu que não tinha sido intenção da empresa prejudicar os serviços do país. Há dez anos, a mesma comissão solicitou que a empresa revisse sua política de privacidade, por considerar que a rede social não cumpria determinações legais do país quanto à proteção das informações pessoais dos usuários.

Em resposta, naquele mesmo ano o Facebook modificou suas configurações de privacidade em todo o mundo, de modo que o usuário pudesse escolher o que queria ou não compartilhar com outras pessoas, mas mesmo assim, a empresa até hoje segue com problemas na área.

publicidade

Via Reuters.