Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Apple enfim começou a usar o TikTok, após seis meses da abertura de uma conta oficial da empresa na plataforma. Desde a última semana, a empresa começou a usar o espaço para divulgar vídeos promocionais do iPhone 12 Mini, o modelo mais reduzido da série iPhone 12, composta por quatro smartphones.

Até agora, a Apple publicou quatro vídeos. Todos com a presença de influenciadores populares no TikTok: Zach King, Kevin B Parry, Julian Bass e Jessica Wang fazem uso de efeitos especiais que mostram coisas como um iPhone 12 Pro sendo reduzido para um iPhone 12 Mini. Somados, os quatro influenciadores contam com 59.758.600 seguidores.

publicidade

https://www.tiktok.com/@apple/video/6896712909456461061

Apple e TikTok: relacionamento sério ou só uma “ficada”?

Ainda não se sabe se a ação da Apple com o TikTok seguirá além da divulgação do iPhone 12 Mini.

O fato de conta ter ficado parada desde sua abertura, em abril deste ano, provavelmente se deu pela guerra comercial entre o governo dos Estados Unidos e as empresas da China. A administração do presidente Donald Trump tentou, por diversas ocasiões, banir o TikTok de solo americano. Com a sua derrota nas eleições do último dia 3 de novembro para Joe Biden, é provável que essa batalha jurídica acabe de forma favorável ao app chinês.

Ou seja: pode bem ser verdade que a Apple pensou em usar sua conta no TikTok antes, mas a briga envolvendo o governo americano a tenha impedido: o CEO da Apple, Tim Cook, já foi conselheiro de Donald Trump, afinal. Com ele perdendo as eleições, a Apple se viu livre para trabalhar a marca na rede chinesa.

publicidade

Vale lembrar que, recentemente, o TikTok ganhou mais um concorrente: além do Instagram Reels, agora o mercado de vídeos curtos também é representado pelo Spotlight, lançado nesta semana pelo Snapchat. A empresa chegou a criar um fundo de US$ 1 milhão (R$ 5,32 milhões) para tentar convencer influenciadores do TikTok a migrarem para a sua plataforma.

Fonte: Apple