Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Uma megaoperação da polícia da Índia, realizada em quatro cidades do País (Chennai, Tamil Nadu, Bangalore e Karnataka), resultou na apreensão de quase R$ 2,5 milhões de produtos Xiaomi falsificados. O montante, em dinheiro local, é equivalente a 33 milhões de rúpias (US$ 445,6 mil).

De acordo com informações do site GizmoChina, a operação policial que culminou com a apreensão de mais de 3 mil produtos, incluindo capas, carregadores, fones de ouvido e power banks, foi planejada pelo governo da Índia em conjunto com integrantes da própria Xiaomi, que vinham monitorando as denúncias sobre produtos falsificados da marca desde outubro.

publicidade

A venda de produtos Xiaomi falsificados na Índia não é novidade. De acordo com os veículos de imprensa local, o golpe descoberto nesta semana vinha sendo aplicado há anos no País. Por conta disso, a fabricante resolveu preparar uma série de dicas para que os consumidores evitem a compra de dispositivos piratas com a marca da empresa.

Dicas da Xiaomi para reconhecer produtos falsificados na Índia

Índia Xiaomi falsificados

A Xiaomi chegou a divulgar, no início de 2020, que o crescimento da marca no mercado global só não foi maior do que o registrado justamente por conta da venda de produtos falsificados, como o descoberto agora na megaoperação realizada na Índia.

Por conta disso, o fabricante disponibilizou para os consumidores algumas dicas sobre como reconhecer se um produto é verdadeiro ou pirata. As dicas, a princípio, foram direcionadas aos consumidores da Índia, mas certamente poderão ser úteis aos demais fãs da marca espalhados pelo globo.

publicidade

Vamos a elas:

  • Uma série de produtos sai da fábrica com códigos de segurança. Isso permite que o consumidor possa verificar sua origem antes de efetuar a compra. Basta, para tanto, consultar o site oficial da empresa.
  • Os produtos Xiaomi originais têm uma cor de embalagem definida, enquanto que os falsificados, como os apreendidos na Índia, apresentam variações de cor e design. Compará-los na Mi Store, loja oficial da marca, é a melhor forma de saber se não está levando “gato por lebre”.
  • Dispositivos fitness, como as pulseiras Mi Band, conectam-se com rapidez e facilidade ao Mi Fit. Se houver demora, e não for problema de sua conexão, desconfie.
  • O logotipo Mi Índia da caixa precisa ser igual ao que está no site. Se houver diferença, certamente o produto Xiaomi que você está comprando faz parte dos falsificados.

Via Gizchina

Image: governo da Índia