Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Agora é definitivo. Ele subiu no telhado. O Google Play Music fechou de vez, sem volta, sem, como até onde, dar para ser teimoso em usá-lo.

O Play Music funcionou bem, mas foi um app meio cult, que chegou a conquistar o coração de um punhado de fãs, que juravam que fazia melhores descobertas que o Spotify (o que vocês escreve entre eles).

publicidade

Foi um entre muitos. O Google tem uma longa história de criar “killer apps” que não colam como gostaria e acabam engavetados para sempre. Alguém aí se lembra do Wave? Do Talk? Do saudoso Orkut?

Agora, quem tentar abrir o Play Music vai se deparar com um redirecionamento para o YouTube Music e, se você aceitar o convite para transferir suas listas, como o recomendado, funciona.

Comparando

A transição não é traumática, mas há alguns poréns. O YouTube Music que começa e o Google Play Music que fechou não são idênticos.

Um, o YouTube music não toca músicas locais de seu celular, caso você ainda tenha o hábito de armazenar mp3. Até dá, mas é complicado (e vai precisar de um tutorial qualquer dia desses). Dois, o YT Music não funciona com o celular fechado, exceto se você comprar a versão premium. O finado permitia. E não existem uploads no YT Music (o Google diz estar verificando a viabilidade dos conteúdos enquanto música).

publicidade

Pelo lado positivo, o Google Play Music que fechou, na versão gratuita, só permitia ouvir músicas locais e rádios. Para escolher a música individual, só na versão paga. O YT Music gratuito permite escolher tudo na versão grátis, com anúncios. A interface também é mais moderna. E você pode ver o que vem adiante na rádio, no lugar de ficar na expectativa.

Via: AndroidPolice.