Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O analista Ming-Chi Kuo da TF International Securities estimou que o volume de pré-vendas do novo iPhone 12 foi algo entre 1,7 milhões e 2 milhões de pedidos, com os números se dividindo entre o modelo de base e o iPhone 12 Pro. A estimativa é maior que o dobro da pré-venda do iPhone 11, que teve entre 500 mil e 800 mil pedidos nas primeiras 24 horas.

O bom desempenho pode resultar da Apple atingir o que especialistas chamam de “super ciclo”, ou seja, um lançamento que inaugure uma tecnologia inédita para aquela marca. A saber, no caso do novo smartphone, isso seria o suporte ao 5G.

publicidade
iPhone 12 Pro

Volume de encomendas do iPhone 12 Pro supera geração anterior (Imagem: Apple/Divulgação)

Kuo reforça essa ideia ao citar o iPhone 6 que, a princípio, apresentou 4 milhões de pedidos na pré-venda, principalmente por ter inaugurado displays maiores. Entretanto, o novo aparelho deve trazer números mais divididos, afinal são quatro versões disponíveis, ainda que a Apple não tenha iniciado a pré-venda de dois deles: os modelos Mini e Pro Max só devem aparecer em 6 de novembro.

iPhone 12 básico, iPhone 12 Max, 12 Pro e Pro Max, imagem do Phone Arena

As quatro versões do iPhone 12 terão pré-venda em datas diferentes, o que pode impactar resultados (Imagem: Apple/Divulgação)

Uma vantagem inesperada

O analista também compartilha sua surpresa pelo fato do modelo mais caro ter mais pedidos que o de base, considerando que ele tem poucas vantagens, como a tela maior, lente telescópica ou maior armazenamento. Com a chegada dos outros dois modelos, Kuo acredita que o volume total de encomendas deve se dividir da seguinte forma:

  • iPhone 12 Mini: 10% a 15%
  • iPhone 12: 30% a 35%
  • 12 Pro: 30% a 35%
  • 12 Pro Max: 15% a 25%

Já o modelo mais simples deve ser impactado pela popularidade de smartphones com suporte para dois chips (que ele não tem) e a baixa demanda por aparelhos com telas menores (5,4 polegadas).

A Apple anunciou o iPhone 12 em transmissão online no último dia 13. Nos EUA, os preços ficam entre US$ 699 até US$ 1.099 (R$ 3.919,78 a R$ 6.162,86, na conversão direta). Os valores de venda do aparelho no Brasil ainda não foram divulgados.

publicidade

Via 9to5Mac.