Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O TikTok lançou nesta segunda-feira (9/8) uma campanha publicitária contra o bullying. Na campanha, intitulada #CultiveGentileza, seis criadores de conteúdo explicam por que é importante trabalhar de forma coletiva para combater o bullying e como enfrentar o impacto que esse comportamento prejudicial pode ter na vida das pessoas. Os vídeos estão disponíveis na conta oficial do TikTok, @masterclassbr.

“Estamos cientes de que, embora as interações no aplicativo possam parecer inofensivas para alguns, o impacto das experiências online das pessoas nem sempre desaparece quando elas fecham o aplicativo”, diz a empresa em comunicado sobre a campanha. “É por isso que valorizamos muito as histórias da nossa comunidade sobre suas experiências e investimos em medidas para ajudar o TikTok a permanecer um lugar onde a bondade e a compaixão prosperam.”

publicidade

Os vídeos animados incluídos na campanha do TikTok contam histórias reais e pessoais dos criadores sobre bullying. Em “Bloqueie os agressores”, por exemplo, a criadora Milkymichii (@milkymichii) explica como lida com pessoas rudes em sua comunidade. Já em “Comentários que quero guardar”, Kelly Emmrich (@kellyemmrich) mostra como supera os comentários negativos e foca em comunidades positivas sobre ela. A influenciadora AmyRightMeow (@amyrightmeow) também dá conselhos em “Afaste-se” sobre o que fazer quando as pessoas tentam tirar seu vídeo do contexto e deturpar seu posicionamento.

@masterclassbr

O que você faz quando alguém tira o seu vídeo de contexto e tenta te colocar pra baixo? Se liga nessa dica e CultiveGentileza ❤️🌸

♬ som original – TikTok Academy

publicidade
Recursos contra bullying e assédio

No início do ano, o TikTok soltou um pacote massivo de atualizações contra o bullying e o assédio no ambiente digital, que inclui um recurso que avisa o usuário quando ele tenta publicar comentários de baixo calão. A empresa ainda anunciou uma parceria com o Cyberbullying Research Center, uma organização que pesquisa sobre a natureza e as consequências do bullying na internet. “Sabemos que os comentários são uma forma importante de os membros da comunidade se conectarem com os criadores”, disse, à época, a empresa.

Por outro lado, vídeos com hashtags relacionados à gentileza geram em torno de 50 bilhões de criações e 400 bilhões de visualizações no mundo, de acordo com o Tick Tok. No ano passado, a empresa chinesa diz ter adicionado stickers e efeitos criativos para celebrar sentimentos engrandecedores — no Brasil, foram mais de 450 milhões de vídeos nesse tom.

Imagem: Antonio Guillem/Shutterstock