Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou nesta segunda-feira (9/8) que está aberta a consulta pública para a certificação de equipamentos 5G. Tanto a população, quanto empresas podem contribuir com sugestões sobre as normas que regulamentarão a nova tecnologia no Brasil, incluindo a categorização de aparelhos como smartphones, tablets e roteadores, além de aspectos técnicos da rede.

De acordo com a Anatel, estão abertos dois levantamentos para a população. O primeiro trata-se de uma consulta pública   sobre a atualização dos requisitos voltados à avaliação da conformidade técnica de smartphones. Isto é, quais aparelhos podem se enquadrar na tecnologia 5G. Atualmente, são considerados Aparelhos 5G aqueles que operam com Frequency Range 1 (FR 1, “extensão de frequência”) nas faixas abaixo de 7.125 MHz.

publicidade

Além de implementar medidas de avaliação para a funcionalidade de recepção do serviço de radiofusão sonora em frequência modulada (FM) em qualquer smartphone compatível com esta tecnologia. Na prática, isto obrigará as operadoras a permitir que quaisquer aparelhos compatíveis com a frequência FM sejam capazes de reproduzir emissoras de rádio. Hoje, embora muitos dispositivos tenham esta tecnologia, não são todos os fabricantes que a disponibilizam aos consumidores.

Ainda de acordo com a Anatel, a segunda consulta pública se refere a classificação de aparelhos na conformidade técnica de Estação Terminal de Acesso (ETA), dispositivos que não são necessariamente smartphones, mas possuem capacidade de se conectar às redes móveis, como tablets, laptops, e-readers, smartwatches, entre outros.

Para que servem estas consultas?

A Anatel utiliza do mecanismo de consulta pública para inteirar a população dos tramites e etapas de implementação das redes 5G no Brasil. Atualmente, a agência nacional está em processo de abertura de edital para que as operadoras possam iniciar a oferecer a cobertura integral desta tecnologia no país.

Após a abertura do edital, acontecerá um leilão das áreas de cobertura em que as operadoras poderão efetuar lances para literalmente arrematar territórios em que o seu serviço será disponibilizado. Vale lembrar que apenas operadoras de telefonia celular do Brasil podem dar lances no leilão do 5G e, posteriormente, adquirem os equipamentos necessários das empresas que julgarem melhores, incluindo empresas chinesas como a Huawei (a qual o governo chegou a cogitar uma eventual proibição de atuação no país).

publicidade

A Anatel afirma que as primeiras redes de 5G devem estar funcionando no Brasil até o final do primeiro semestre de 2022. O prazo é curto e provavelmente não será cumprido, uma vez que as empresas que ganharem o leilão ainda terão o desafio de cabear com fibra ótica estados e regiões que mal operam em 4G.

Via Agência Brasil

Imagem: xijian/iStock Photos