Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Pioneiro no formato de música em streaming, o Spotify vem tendo sua liderança neste mercado ameaçada pela Apple e Amazon, que vêm investido pesado. rival lançou Hi-Fi e Dolby Atmos sem custos adicionais, aumentando o apelo da assinatura. Mesmo assim, o serviço viu aumento de 20% na base de assinantes pagos no último trimestre.

O número de assinantes pagos do Spotify foi impulsionado pela forte demanda observada na Europa e América do Norte, e assim chegou a 165 milhões. Estas duas regiões, inclusive, estão concentrando metade dos usuários Premium da plataforma. Parte dos créditos para o número positivo pode ir para o setor de podcasts: já são quase 3 milhões deles disponíveis, com consumo desta mídia batendo recorde entre abril e junho de 2021.

publicidade
Publicidade

Além da boa margem de assinantes pagos, o Spotify observou crescimento de 110% nas receitas com publicidade. No ano passado o número havia caído em virtude do impacto financeiro causado pela pandemia. A arrecadação entre abril e junho foi de 275 milhões de Euros (R$ 1,66 bilhão, em conversão direta hoje, 28/07).

Isto se deve, parcialmente, ao crescimento dos usuários “free”: o crescimento no trimestre foi de 22%. Assim, são ao menos 365 milhões de usuários impactados com propagandas, via banners no aplicativo ou como transição de áudio entre músicas.

Para o futuro

Vale lembrar, o Spotify pretende oferecer Hi-Fi aos seus assinantes pagos. Depois que a Apple trouxe este recurso sem custos adicionais — e a Amazon a seguiu — poderá soar estranho se ela decidir cobrar a mais por isso. Algumas delas do novo recurso chegaram a vazar — mas seguimos sem data de lançamento. O apelo da música de alta resolução poderá impulsionar novas adesões aos pacotes pagos.

Via Reuters

publicidade

Imagem: Ivan Samkov no Pexels