Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Uma pesquisa realizada no Reino Unido apontou que o algoritmo do Instagram está impulsionando imagens relacionadas com perda de peso para garotas adolescentes, e o que é pior, o app é reincidente nessa prática. Segundo os pesquisadores, o conteúdo trazido para o feed dessas adolescentes muitas vezes continha “corpos notavelmente magros, e em alguns casos corpos aparentemente editados/distorcidos”.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores criaram vários perfis de Instagram parecidos com os de crianças reais, e seguiram os mesmos perfis que adolescentes voluntários. Com esses perfis, os pesquisadores começaram a dar likes em várias postagens, e esperaram para ver quanto tempo levava para o algoritmo do Instagram trazer conteúdo prejudicial nas sugestões do “Explore”.

publicidade

No perfil deles de uma garota de 17 anos, os pesquisadores curtiram um único post de uma marca de artigos esportivos sobre dieta. O perfil então começou a seguir uma conta sugerida pelo algoritmo do Instagram depois que a adolescente postou uma foto de “antes e depois” de perda de peso. No estudo, os pesquisadores passavam apenas alguns minutos por dia na rede social.

Com apenas essas duas ações, a página de “Explore” da adolescente começou a mostrar muito mais conteúdo sobre perda de peso, dietas, exercícios e dicas para esculpir o corpo.

Com um perfil falso de uma garota de 15 anos, a experiência rendeu o mesmo resultado rápido para conteúdo de perda de peso. E em um perfil emulando o de um garoto de 14 anos, a página de sugestões do Instagram começou a mostrar várias fotos de modelos, muitas pesadamente editadas.

Algoritmo do Instagram trouxe conteúdo de dietas para pessoas com transtornos alimentares

O Instagram já havia sido criticado no começo do ano por sugerir conteúdo de perda de peso para usuários com transtornos alimentares. O Instagram se desculpou pelo erro, e implementou medidas para proteger usuários de conteúdo promovendo anorexia e bulimia.

publicidade

Sobre a pesquisa mais recente sobre o algoritmo impulsionando conteúdo de perda de peso para adolescentes, um porta-voz do Facebook, dono do Instagram, disse que a metodologia do estudo era falha. A pesquisa “tirou várias conclusões sobre a experiência geral dos adolescentes no Instagram a partir de um punhado de contas de avatares”, disse o porta-voz. “Muitos desses exemplos são anteriores a mudanças que fizemos para apoiar pessoas que buscam por conteúdo relacionado com automutilação e transtornos alimentares.”

Via The Guardian

Imagem: Oleg Magni/Pexels/CC