Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Quantas pessoas já não tomaram algum ódio pela música do despertador, ou então apertaram o botão soneca do celular inúmeras vezes até efetivamente acordarem? Infelizmente o aplicativo que analisamos hoje não promete te deixar dormir de forma ilimitada — mas promete te acordar apenas nos momentos nos quais você se sentirá bem-disposto. Esta é a proposta do Sleep Cycle, que apesar de parecer prometer uma fórmula milagrosa, usa uma tecnologia patenteada para reduzir traumas no começo do dia.

Disponível para Android e iOS, o Sleep Cycle traz suas funções básicas de forma gratuita — mas alguns adicionais podem ser obtidos com uma assinatura premium. Começando pelo que mais importa, o ponto mais interessante da ferramenta é não necessitar de hardware adicional para fazer o trabalho que promete. Então sim, você só precisará do seu celular para começar — nada de smartbands ou relógios.

publicidade
Como funciona

Após a instalação, um pequeno passo a passo da “mágica” do Sleep Cycle é apresentado. O software descreve a sua patente (US8493220), capaz de analisar o comportamento de sono do usuário a partir do microfone do celular. Para fins de sincronização de dados, é possível vincular uma conta Google ou Apple nesta etapa.

O algoritmo do aplicativo é basicamente capaz, após alguns dias de aprendizado dos seus padrões, detectar as fases leve, média, e profunda de sono. Como cada uma delas ocorre várias vezes na mesma noite, o Sleep Cycle promete te despertar apenas quando você estiver na fase mais leve — que é quando ficamos com a sensação de um despertar mais tranquilo e pouco trabalhoso.

Captura de tela do Sleep Cycle

Apesar de também ser possível utilizar o acelerômetro do celular ao invés do microfone (neste caso ele precisa ficar na cama), o app recomenda a utilização do microfone — com o posicionamento do celular na cabeceira da cama. Quando o despertador é ativado, é necessário deixar o app em primeiro plano, mesmo que a tela se apague eventualmente. É extremamente recomendado que o smartphone fique no carregador, dado o uso intenso do microfone ao longo da noite.

publicidade
Como configurar o Sleep Cycle

Dentro do app, são quatro as opções imediatamente disponíveis através da barra na região inferior: sono, registros, estatísticas, e perfil. A terceira é exclusiva para assinantes premium. O mais importante para quem está começando é a primeira delas.

Dentro da área Sono, o usuário navega por três opções do Sleep Cycle: a primeira é a programação do alarme inteligente — no qual você define um horário-alvo para acordar, e permite que o app te levante até 30 minutos antes. Com isto, se você quer levantar às 7h, o software esperará você alcançar a fase leve de sono entre as 6h30 e 7h para fazê-lo. É possível espaçar mais ou menos este tempo, mas 30 minutos é a configuração recomendada do app.

Na segunda opção, é possível programar um despertador normal — para os dias em que cada minuto importa. Ainda assim é interessante usar o Sleep Cycle para que o dia entre nas suas métricas e seja útil para o algoritmo. Na terceira, o app simplesmente computa seu padrão de sono sem te incomodar em nenhum momento — útil para finais de semana e dias livres.

Entendendo como você dorme — sem uma smartband

Mesmo na modalidade gratuita o usuário possui acesso à aba “Registros”. Nela é possível ver o gráfico com a última noite de sono — incluindo tempo que ficou acordado ou despertou, ficou em fase de sono leve, e quando entrou no momento mais profundo do descanso. Nesta área é exibida a hora que o usuário deitou, a que despertou, e mesmo quanto tempo passou deitado — e quanto tempo roncou.

Captura de tela do Sleep Cycle

Sim, o app também possui um detector de ronco, e te alerta sobre isso mesmo na modalidade gratuita, gravando estes momentos. Eles, porém, só podem ser escutados com uma assinatura paga. Esta assinatura também é exigida para a comparação completa do padrão de sono do usuário. Ainda assim, o Sleep Cycle mostra um medidor de “qualidade” do descanso de forma gratuita.

Soneca inteligente

Mesmo escolhendo a fase leve do sono para nos despertar, ainda assim podemos querer uns minutos a mais de descanso, certo? Para isto o app também oferece uma função soneca inteligente, bastando dar dois tapinhas no móvel onde o celular está posicionado. O serviço reativa seu algoritmo e espera mais uma fase leve de sono para te acordar. Quem prefere não correr riscos, também pode configurar um tempo exato para o modo soneca trabalhar.

Captura de tela do Sleep Cycle

As músicas que podem ser configuradas são limitadas — principalmente na versão gratuita. Porém, muitas são baseadas em sons da natureza, ou então em beeps clássicos. Todos tocam em volume crescente para evitar acordar uma pessoa no susto. Com a assinatura premium, as possibilidades triplicam. É possível, ainda, usar arquivos próprios do celular — mas só para pagantes.

Recursos premium

Como deu para ver até aqui, uma parte chata da experiência é que diversas ferramentas ficam visíveis — e até destacadas — mesmo que sejam pagas. Depois que você domina a interface, elas passam a incomodar menos caso acabe optando mesmo pela modalidade gratuita. Mas de fato, os recursos assináveis possuem seu valor.

Captura de tela do Sleep Cycle

Por exemplo, com uma assinatura, o Sleep Cycle oferece um guia de sono, com sons relaxantes que lembram a proposta de serviços como o Calm e Headspace. O pagamento também libera as métricas completas — que podem fornecer relatórios poderosos para o usuário entender seus próprios hábitos de descanso, quais são os dias menos proveitosos de sono, e outros.

O Sleep Cycle premium traz, ainda, a reprodução dos roncos — o que não é tão útil assim de se escutar se o próprio já simplesmente avisa que eles ocorreram. A sincronização com outros dispositivos também é exclusiva dos usuários pagantes — mas atualmente funciona mesmo em instalações gratuitas. Testado e confirmado.

Captura de tela do Sleep Cycle

O preço pode gerar reações mistas: uma coisa é pagar quase R$ 100 — ou mais, anuais — por um serviço de streaming, e outra, é pagar R$ 95 a cada 12 meses por um despertador. Acreditando no potencial dos recursos exclusivos, o Sleep Cycle oferece um período de sete dias de testes.

E funciona mesmo?

Utilizando o Sleep Cycle há 20 dias atraído principalmente pela sua proposta livre de hardware adicional, cheguei a cogitar que o despertar mais relaxado nos primeiros dias era mera tendência a acreditar que a ferramenta funcionava. Porém, levantar pela manhã se tornou, sim, menos tortuoso nestas três semanas.

Captura de tela do Sleep Cycle

O que o Sleep Cycle promete não é necessariamente te fazer dormir melhor, mas sim, cessar o descanso na fase menos traumatizante dele — quando seu corpo está numa fase intermediária de sono e menos propenso despertar de forma abrupta — causando a sensação de cansaço. Porém, conforme se passa a acordar melhor, a rotina pode ganhar mais fôlego para ser executada, com a pessoa menos cansada. O que pode, ainda, se refletir numa próxima noite de sono mais proveitosa. Acaba sendo um ciclo de benefícios.

Principalmente por oferecer seu principal produto — um alarme inteligente e com tecnologia que parece mesmo funcionar para entender o usuário no caso a caso — de forma gratuita, o Sleep Cycle pode ser uma ferramenta poderosa no smartphone, mesmo com os penduricalhos pagos que ficam em evidência mesmo para quem não assina. Se você não se incomodar em deixar o celular na tomada todas as noites, o teste é super incentivado.