Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Os responsáveis pela Play Store, lojinha do Google, estão preocupados com o alto número de apps maliciosos que vêm sendo descobertos por pesquisadores de cibersegurança, Esse apps ficam disfarçados em meio a uma infinidade de opções para os usuários fazerem download. E querem garantir que essa farra tenha um ponto final.

Luke Jefferson, gerente de produto do Google Play, e Raz Lav, gerente de produto no Google Play Trust and Safety, fizeram uma postagem conjunta no blog da empresa. Nela, a dupla explicou o que pretende fazer para evitar que apps maliciosos, como o spyware PhantomLance, trojans de adware e droppers de malware, detectados recentemente, voltem para a Play Store.

publicidade

“Para manter o Google Play seguro e protegido, e servir melhor nossa comunidade de desenvolvedores, estamos introduzindo duas novas medidas de segurança: requisitos de identificação adicionais e verificação em duas etapas”, diz o comunicado. O aviso é uma sequência do trabalho que foi iniciado com a exclusão de 119 mil contas de desenvolvedores e o impedimento de cerca de 962 mil apps de serem listados na Play Store.

As medidas de proteção

Explicando um pouquinho melhor o que o Google quer fazer para manter apps maliciosos longe da Play Store, o que a dupla quis dizer no comunicado conjunto foi o seguinte: a partir de agora, quem quiser ficar disponível na lojinha, terá que se submeter a um controle maior.

Para começar a conversa, todos os desenvolvedores precisarão indicar se a conta pertence a um indivíduo ou a uma organização. Além disso, será necessário fornecer o endereço físico da pessoa ou da organização em questão. Segundo o Google, não há com o que se preocupar, pois essas infos não serão compartilhadas com ninguém.

Os desenvolvedores, de acordo com o Google, também ficarão mais protegidos com as novas medidas, pois, a partir de agosto, terão suas contas cobertas pela verificação em duas etapas. A ideia parece ter como objetivo claro, além de manter a Play Store segura contra apps maliciosos, também dar ao Google uma noção melhor de quem é um bom e de quem é um mau desenvolvedor de aplicativos.

publicidade

Via Tech Radar

Imagem: Solar Seven/iStock