Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

A Apple anunciou hoje que a App Store, sua loja de aplicativos para o iOS, teve um faturamento de US$ 640 bilhões em 2020, o que corresponde a um crescimento anual de 24%. O motivo está diretamente ligado ao aumento de vendas e serviços por pequenos desenvolvedores, que correspondem a 90% dos criadores presentes na loja.

Os dados vieram de um estudo independente conduzido por ecônomos do Analysis Group, que avaliava a relação da empresa com o mercado digital. A pesquisa conceitua “pequenos desenvolvedores” como qualquer empresa de desenvolvimento cuja soma dos lucros em seus apps seja menor que US$ 1 milhão por ano.

publicidade

O relatório aponta que o aumento nas vendas da App Store se dá por conta da migração massiva para o mundo digital, já que muitas instituições tiveram que oferecer versões mobile de seus serviços, chegando a encerrar lojas presenciais, como a própria Apple. “Considerando que muitos usuários reduziram suas interações presenciais, eles se voltaram aos apps para fazer compras e se manterem conectados, entretidos e saudáveis”, explica o estudo.

A pesquisa também aponta crescimento na cultura de consumo in-app: pelo menos 1 a cada 4 pequenos desenvolvedores teve aumentos anuais de 25% por ano nas vendas durante os últimos cinco anos. Além disso, quase 80% destes criadores disponibilizam seus serviços em lojas de vários países, com o faturamento em média sendo distribuído por usuários de mais de 40 países. Para fins de comparação, no momento da pesquisa, a Apple possui cerca de 1,8 milhões de apps em loja virtual, atendendo serviços em 175 países.

Loja virtual da Apple também levou a crescimento de empresas

Além do aumento expressivo de vendas, o relatório aponta que a App Store abriu caminho para que alguns aplicativos recebessem ofertas públicas. A pesquisa estima que mais de 75 apps originários do iOS foram adquiridos ou entraram em capital aberto, com estimativa de venda de mais de US$ 510 bilhões no momento de suas aquisições.

Imagem: ymgerman/iStock

publicidade