Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Com os novos índices indicando crescimento na onda de pandemia do coronavírus aqui no Brasil, a Apple decidiu fechar suas duas lojas em território nacional. O site das unidades localizadas na cidade de São Paulo e Rio de Janeiro já foi alterado com a informação, porém não dá mais detalhes a respeito do motivo dessa movimentação.

O Vida Celular entrou em contato com a Apple, que nos respondeu: “a opção on-line de atendimento aos clientes e venda de produtos segue ativa pelo site apple.com/br e canais de atendimento”.

publicidade

Em uma página sobre fechamento temporário das lojas, a empresa conta como vai funcionar a dinâmica durante esse período. Nela, a Apple informa que as entregas continuam sendo realizadas e que, caso o consumidor tenha escolhido buscar o produto na loja, ele pode acessar o status do pedido no site e mudar a opção.

Para usuários que deixaram seus celulares para reparos a notícia não é muito animadora. Os aparelhos consertados só poderão ser retirados quando as lojas reabrirem. Já para quem pensa em mandar um iPhone ou outro produto para conserto nesse período, será possível agendar atendimento com as Centrais de Serviço Autorizado Apple pelo site.

Ainda sem data para retorno, é possível que a empresa esteja esperando sinais de uma melhora na situação da pandemia aqui no Brasil, o que deve ocorrer depois da vacinação da população (quando será?). A empresa da Califórnia já havia fechado suas lojas no começo do ano pelo mesmo motivo, mas voltou a abrir em outubro, quando houve indicativos minimamente positivos.

Unidades fechadas nos EUA e no mundo

A Apple também realizou o fechamento de todas as suas lojas na Califórnia, que inclui o Vale do Silício e é o maior realizado pela empresa na região. Isso ocorreu porque o estado se tornou o epicentro da pandemia nos EUA acumulando um total de 1,8 milhões de casos, contando com 22 000 mortes e uma média de casos diários em torno de 40 000, segundo informações da agência de notícias Bloomberg. Outros estados americanos também tiveram algumas lojas fechadas.

publicidade

Fora do seu país, a Apple também precisou fechar algumas lojas. Na Inglaterra, o primeiro-ministro Boris Johnson aplicou um lockdown em Londres e na região sudeste do país devido ao grande aumento nos casos de infecção por uma nova variação do vírus. Já no México, a empresa optou por fechar as portas temporariamente devido ao crescimento dos casos ainda da primeira onda.

O fechamento próximo ao Natal pode impactar nas vendas da empresa de Cupertino, mas é bom lembrar que muitas vendas hoje são feitas online. Neste período, é esperado que a empresa alcance a marca de US$ 100 bilhões (aproximados R$ 515 bi) com a venda de iPhones 12, do mais recente iPad e do novo modelo do Apple Watch.

Conheça também a ação de combate ao coronavírus feita pela Apple em parceria com a Product (RED).