Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Facebook anunciou hoje (26/05) que está tomando mais medidas para impedir que fake news viralizem na sua plataforma. O FB agora vai informar os usuários de que eles estão interagindo com uma página que publica desinformação. O Facebook também vai punir indivíduos que publicam fake news regularmente reduzindo a distribuição de todo seu conteúdo.

Segundo um post em seu blog, o Facebook diz que antes de um usuário curtir uma página denunciada pelos parceiros de fact checking da companhia, ele verá uma mensagem dizendo que a página posta informação falsa regularmente. O usuário então pode clicar em um botão para saber mais sobre o programa de fact checking do FB, revisar os posts problemáticos, e então pode escolher se segue a página mesmo assim.

publicidade

Facebook também vai agir contra pessoas que postarem fake news

Além de agir contra páginas e grupos que compartilham fake news, o Facebook vai começar a punir pessoas que postarem informações falsas em suas contas. Usuários que postarem fake news terão todo seu conteúdo “enterrado” no fundo do feed de notícias. O Facebook disse que já reduz o alcance de posts únicos em seu feed se a informação for marcada como fake news. Usuários que postarem desinformação vão receber uma notificação de que seus posts serão rebaixados no feed e menos pessoas verão todo seu conteúdo.

O FB também fez mudanças na notificação para o usuário de que um post dele continha fake news. A nova notificação vai trazer o artigo do fact checker refutando aquele conteúdo, e o Facebook vai incentivar o usuário a compartilhar o artigo com a informação correta com seus seguidores.

publicidade

Os principais conteúdos alvo dessas punições do Facebook são fake news sobre Covid-19, vacinas, mudanças climáticas e eleições. Só o tempo dirá se essas ações do FB vão mesmo impedir a propagação de fake news em suas plataformas. Segundo uma pesquisa publicada em março, o próprio algoritmo do Instagram, que é propriedade do Facebook, estava ajudando a espalhar conteúdo antivacina, antissemita, de grupos de extrema-direita e teorias da conspiração.

Via The Verge