Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Segundo imagens de usuários postados na Motherboard, usuários do app de segurança pública Citizen tiveram seus dados de rastreamento de Covid vazados para a internet, em alguns casos com o nome completo da pessoa. O aplicativo Citizen fornece informações transcritas de transmissões de rádio da polícia e bombeiros em 30 cidades americanas.

Os usuários também podem transmitir ao vivo incidentes de segurança que estão testemunhando pelo app. Semana passada, o Citizen virou manchete porque seu CEO ofereceu uma recompensa de US$ 30 mil pela captura de um homem que seria o responsável por um incêndio florestal fora de controle no sul da Califórnia. Acontece que a polícia localizou o homem, e ele não tinha nenhuma ligação com o início do incêndio.

publicidade
Rastreamento da Covid-19 funciona com app SafePass

No começo da pandemia, o Citizen lançou sua própria função de rastreamento de contatos para Covid, além de um programa de vigilância municipal de coronavírus chamado SafePass. Com o programa SafePass, os usuários podiam registrar sintomas recentes, resultados de testes e interação com pessoas portadoras do vírus através de Bluetooth. Cerca de mil usuários do SafePass tiveram todos esses dados vazados para a internet pública com seu nome de usuário, que muitas vezes era o nome completo da pessoa.

Em seu site, o Citizen diz que “Temos sistemas específicos para controlar o acesso a esses dados, e todo acesso é registrado e auditado regularmente”, além de que todos os dados são “privados e criptografados” e deletados depois de 30 dias. No entanto, dados vistos pela Motherboard tinham mais de 30 dias.

Quando o Citizen foi informado sobre o vazamento de dados de Covid, um porta-voz disse numa declaração: “Os usuários do SafePass podem criar um cartão público com nome, foto, sintomas ou resultados de teste para compartilhar nas redes sociais ou apenas com amigos e familiares. Descobrimos recentemente que um número limitado desses cartões foi exposto num vazamento, e imediatamente desabilitamos a base de dados para evitar acesso sem autorização”.

Os dados de Covid dos usuários vazados do Citizen se tornaram inacessíveis depois que a Motherboard abordou o app para comentar sobre a questão.

publicidade