Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Apple pode está trabalhando em uma atualização que resolverá o problema de streaming de alta fidelidade nos AirPods. A empresa passou a disponibilizar áudio lossless (ou sem perdas) pelo Apple Music ainda ontem para todos os dispositivos, mas o formato de alta qualidade estranhamente não chegou aos fones.

Segundo o informante Jon Prosser, do Apple Insider, a empresa resolverá o problema dos AirPods através de um novo formato de reprodução de áudio, específico para seus dispositivos. Os modelos de AirPods usam o formato de compactação AAC para reproduzir músicas nos dispositivos via Bluetooth — um tipo de conexão instável demais para reproduzir os ALACs ou FLACs para áudio lossless.

publicidade

Ao que tudo indica, a tática é a mesma que a Apple adotou para lidar com a AirTag e o Find My, criando compatibilidade com formatos de terceiros e, depois, lançando o seu próprio formato. Resta ver que maneira a atualização dos AirPods fará para reproduzir áudios em alta fidelidade.

Bluetooth é muito instável para reproduzir em lossless

Para contornar o problema da reprodução lossless, a Apple precisa lidar com o problema do Bluetooth. A conexão pode alcançar até 2.000 kbps de velocidade em condições ideais, mas não consegue utilizar essa potência toda no cotidiano devido às inúmeras interferências do ambiente. Para reproduzir o áudio de alta fidelidade, o dispositivo precisa reproduzir faixas com taxas de 16 bits/44,1 kHz — a chamada “qualidade de CD”, demandando mais banda.

Embora a atualização dos AirPods possa finalmente trazer os áudios em alta fidelidade para seus dispositivos portáteis, é importante se perguntar se esse esforço todo realmente vale a pena. Afinal, do que adianta ter capacidade de reproduzir áudio lossless se o ouvinte talvez nem consiga notar a diferença?

Via AppleTrack e AppleInsider

publicidade

Imagem: fadhliadnan/iStock