Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

O Google lançou uma segunda versão dos seus VCUs, um chip de aceleração para seus servidores que faz os vídeos no YouTube carregarem mais rápido. As novas Video (Trans)Coding Units, ou Unidades de Transcodificação de Vídeo, são recursos em desenvolvimento há cinco anos pela plataforma, e a segunda implementação foi acelerada devido ao aumento do número de visualizações após a pandemia.

Segundo os desenvolvedores do Google, o segundo modelo do chip reduz o consumo de banda do YouTube, permitindo carregamentos em melhor qualidade enquanto reduz custos em infraestrutura. A expectativa é de que, nos próximos dias, os conteúdos carreguem mais rápido em todas as plataformas, incluindo Android e iOS.

publicidade
Pandemia acelerou o consumo de vídeos no YouTube

Até então, os chips de VCUs do Google utilizavam dois codecs principais no YouTube: o H.264, mais rápido, e o VP9, que utiliza mais recursos para imagens em alta qualidade. A segunda versão da tecnologia oferecerá suporte a uma nova geração de codecs, o AV1, que promete qualidade sem diminuir as taxas responsivas.

modelo de VCU utilizado pelo Google

Modelo de chip VCU utilizado para implementar codecs e acelerar carregamento no YouTube (Imagem: Reprodução/Google)

Conforme o líder de desenvolvimento do YouTube, Jeff Calow, as VCUs aumentam o desempenho da plataforma “de 20 a 33 vezes mais” em comparação a antes de sua implementação. Ele explica que, para um mesmo vídeo ser assistido com qualidade tanto em plataformas móveis quanto em Smart TVs e computadores, os conteúdos precisam operar com diferentes componentes. As transcodificações fazem parte desse processo.

Calow também afirma que a plataforma recebe, em média, 500 horas de conteúdo em vídeo por minuto diariamente, e que a pandemia aumentou o tempo total de visualização em 25%. E que um cenário como esse, que demanda mais e melhor conteúdo, não poderia se expandir sem aumentar a velocidade de carregamento.

Via TechRadar

publicidade

Imagem: Freestocks.org/Pexels/CC