Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

A Disney e a Amazon divulgaram um acordo, na última semana, que expande a hospedagem dos servidores do Disney+ na plataforma Amazon Web Services (AWS) ao redor do mundo, permitindo o alcance da plataforma de streaming em outros países.

A Disney+, que recentemente atingiu a marca de 100 milhões de assinantes, utilizará a infraestrutura de nuvem da Amazon em mais 50 tecnologias, incluindo soluções de machine learning, banco de dados, armazenamento, entrega de conteúdo e mais.  Esta parceria será responsável pela entrega de conteúdo em mais de 59 países na América do Norte, Europa, Ásia-Pacífico e América Latina.

publicidade
Crescimento recorde

A Disney+ é um fenômeno de crescimento. A marca dos 100 milhões de assinantes aconteceu com apenas 16 meses do seu lançamento. Em termos comparativos, a Netflix levou quase dez anos para atingir este patamar. De acordo com a Amazon, a velocidade com que a Disney está crescendo tem sido um desafio interessante para as plataformas AWS, tendo em vista que o lançamento de um produto deste porte em escala global é algo praticamente inédito no universo da tecnologia.

Geralmente, a implementação destes serviços acontece por meio de mercados escolhidos para testes e somente após esta validação que o serviço é expandido em escala. Isto até aconteceu com a Dinsey+, mas em um período de poucos meses. Ainda de acordo com a Amazon, somente no último ano, os servidores passaram por testes de peso ao lidar com o lançamento simultâneo de séries como Mandalorian, Wandavision e filmes como Mulan. Para os próximos meses o crescimento deve ser ainda maior, com a chegada de novas séries do universo Star Wars e do universo Marvel ao aplicativo. 

Via Amazon
Imagem: Mika Baumeister/Unsplash/CC

publicidade