Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A pandemia de Covid-19 destacou a importância dos cuidados com a higiene na proliferação de doenças. Com isto, não são poucas as opções do mercado para proteger o seu smartphone de contaminações. A mais recente é uma capa de celular que supostamente impede o usuário de se infectar com o coronavírus. Será que funciona? Buscamos essa resposta com especialistas no tema.

A lógica por trás destes acessórios está na neutralização das partículas do vírus por meio da interação de íons metálicos na composição de polímeros. De maneira prática, você cria uma camada protetora a partir de íons de cobre ou prata na superfície destes materiais para neutralizar a penetração do vírus por tempo limitado. No Brasil, pesquisadores da Unicamp chegaram a desenvolver um spray capaz de intensificar a proteção do coronavírus por até 48 horas, garantindo 99,9% de eficácia quando aplicado em roupas e máscaras. Mas os celulares precisam disto?

publicidade
Risco de pegar Covid-19 tocando em superfície contaminada é de 1 em 10 mil

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), uma das instituições mais respeitadas do mundo quando o assunto é o estudo de pandemias, as chances de pegar Covid-19 por meio do contato em superfícies é de 1 em 10.000.

Um estudo divulgado pelo instituto, no final de 2020, serviu para esclarecer muitos mitos ao redor da Covid-19. Após analisarem inúmeras cargas virais, ficou claro para o CDC que a Covid-19 é uma doença respiratória transmitida principalmente pela interação de seres humanos por meio de gotículas nas vias aéreas. Assim, o maior risco de transmissão acontece ao ter contato direto com uma pessoa contagiada, que ao falar, tossir ou espirar acaba propagando o vírus. Deste modo, a única forma de se contrair a Covid-19 seria tocando diretamente o objeto infectado e, em seguida, tocar a sua boca, nariz ou os olhos.

Nestes casos, as máscaras e a limpeza das mãos continuam sendo as principais aliadas para evitar o contágio da Covid-19. Apesar disso, segundo o CDC, mesmo após milhares de casos registrados de coronavírus ao redor do mundo, não há registros de pacientes que se infectaram pelo contato com o objetos.

Entenda como o coronavírus reage ao ambiente

A médica infectologista Naihma Fontana, mestre em ciências e especialista em controle de infecção hospitalar pela USP, explica que a carga viral da Covid-19 também pode variar a partir de fatores externos, como a temperatura e ventilação do ambiente, propriedades da superfície que ele entrou em contato etc.

publicidade

De acordo com a médica, em superfícies porosas, como papel e pano, o coronavírus não permanece viável por mais de 24h. Já em superfícies não porosas, como metal, plástico e vidro, há redução do vírus em menos de 72h. Apesar disso, ela destaca que 95% da redução do vírus pode ser alcançada por meio da limpeza comum, como água e sabão. E até 100% do vírus pode ser inativado com o uso de detergentes eficazes contra o SARS-CoV-2.

Além disso, mesmo quando não há uso de máscaras, a transmissão viral por meio do contato com superfícies vai depender da quantidade de vírus expelida por um infectado, da posição do vírus na superfície (alterada com a ventilação do ambiente), o tempo entre a contaminação de uma superfície e momento em que foi tocada pela pessoa.

Conclusão

Capas de celulares, carregadores e outros produtos que se dizem eficazes na proteção do usuário contra a Covid-19 podem até funcionar. Porém, não são necessários. Ao invés de investir nestes acessórios, você pode investir em máscaras com certificação N95/PFF2, capazes de filtrar componentes aerossóis (as gotículas do coronavírus que ficam dispostas no ambiente) com mais eficácia que as máscaras cirúrgicas e de pano.

No Brasil, os perfis do Twitter Estoque PFFPFF Para Todos e Qual Máscara fazem um serviço de divulgar sites e outras instituições com preços acessíveis para estes materiais. Os perfis não possuem vínculos comerciais com os links divulgados.

Se possível, fique em casa

Vale lembrar que o uso de máscaras é preventivo e não garante a proteção completa contra o coronavírus, especialmente em ambientes fechados e por um longo período de tempo. Neste caso, a única solução contra a Covid-19 é se cuidar tomando cuidado, evitar aglomerações e aguardar pela vacina.

Via Fox29

Imagem: ViewApart/iStock