Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Desde o ano passado a indústria vem retirando os carregadores da caixa dos seus lançamentos. Por isso, o mercado vê um bom momento para lançar acessórios de recarga. Uma delas é a Nomad, com a sua nova base carregadora. Sem fio, o dispositivo porém não chega completo para o usuário que simplesmente deseja preencher a bateria do smartphone.

Com um toque de luxo provido por uma área de contato em tecido, a Base Station Mini recarrega iPhones a até 7,5W, mas em celulares Android pode prover até 10W de corrente. Detalhe: sua caixa inclui a base sem fio, um cabo USB-C de dois metros, mas nada da caixa de energia que vai na tomada. A venda dessa parte essencial é feita à parte.

publicidade

O adaptador de tomada, vendido separadamente, também pode ser usado com um cabo USB para recarregar um celular de forma cabeada. Estratégia confusa, fato é que a Nomad não cobra barato pela experiência completa do seu novo dispositivo: são US$ 60 (R$ 326 em conversão direta hoje, 27/04) pela base sem fio, e mais US$ 19 (R$ 103) pelo adaptador.

Imagem da base carregadora da Nomad

Mais que recarregar smartphones

A base carregadora da Nomad também pode recarregar a case de fones sem fio, smartwatches e outros acessórios compatíveis com a tecnologia Qi. Seu design é um ponto forte ao oferecer características pouco peculiares nesse segmento como revestimento saltado em tecido. Porém, quem não se importa com isso, certamente acha opções mais baratas — e com adaptador de tomada — na caixa.

Disponível nos Estados Unidos, o acessório da Nomad possui versões para recarga de mais de um dispositivo ao mesmo tempo. Com a Base Station comum, a US$ 100 (R$ 544) até três dispositivos simultâneos aproveitam os benefícios do gadget. Há add-ons que permitem ainda a adição de um slot dedicado para o Apple Watch.

publicidade

Via Apple Insider