Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Telegram recebeu hoje (26/4) uma nova atualização que trouxe uma série de inovações ao aplicativo, dentre elas a inserção da ferramenta Pagamento 2.0. São implementações em algumas funcionalidades já existentes, como o player de vídeo do próprio app ou o Chat de Voz. Abaixo, você confere as novidades.

Pagamento 2.0

Em 2017, o Telegram implementou um sistema de pagamentos por meio de bots com o qual era possível realizar compras de qualquer produto pelo app. Agora, vendedores podem aceitar pagamento por cartão de crédito de forma nativa dentro do chat, seja no celular ou desktop. Ao todo, são aceitas 8 plataformas de pagamento por cartão, dentre elas a Stripe. Além disso, a ferramenta também permite que o usuário dê uma gorjeta ao trabalhador caso goste do serviço, produto ou atendimento.

publicidade

O Telegram comentou em seu post oficial que não cobra nenhuma taxa dos vendedores para usar o Pagamento 2.0 e que não fica com dados do usuário porque a transação é mediada pela plataformas de pagamento. Para quem estiver curioso para testar, o app liberou uma página com produtos imaginários e que não custam nada, como botas anti-gravidade, para vendedores ou compradores testarem a ferramenta. Você pode acessar aqui.

Agendamento de Chat de Voz

Conforme reportado anteriormente, o Telegram realmente liberou um recurso para agendar um Chat de Voz no aplicativo, recurso que é similar ao já existente no Clubhouse. Os administradores de grupos ou canais poderão criar um Chat de Voz com hora e data marcados, com isso os demais membros serão avisados por notificação quando a conversa começar. E quem estiver online no chat verá uma contagem regressiva no canto direito superior da tela.

Perfil ágil e prático

Participar de canais com muitos membros desconhecidos pode gerar bastante confusão na hora de saber quem é quem. Com essa nova atualização, é possível abrir miniperfis do usuário sem precisar sair da sala. Ao tocar na miniatura da foto, um pop-up se abre com fotos maiores e a bio da pessoa, o que facilita no reconhecimento. Além disso, também é possível alterar sua descrição ali mesmo, sem sair do chat. Basta procurar seu perfil na lista de membros e tocar para editar.

Zoom e Player de Vídeo

Para ampliar uma imagem no Telegram, antes era preciso tocar nela para abrir a mídia e depois realizar dar um zoom. Agora, com movimento de pinça, é possível ampliar a imagem direto do chat, sem precisar abrir a imagem, que permanecerá em zoom enquanto o usuário mantiver os dedos na tela.

publicidade

Já os vídeos ganharam uma série de mudanças. Dá para aumentar a velocidade de reprodução segurando no canto direito da tela, retroceder no vídeo segurando no canto esquerdo. Também é possível saltar para frente ou para trás, basta dar dois toques nos cantos da tela, direito pula pra frente e esquerda pula para trás. Cada duplo toque avança ou regride 10 segundos.

Novas versões do app

A atualização já está disponível para usuários iOS e Android e conta também com novas animações, dentre elas ao trocar de chat ou acessar o menu. Contudo, somente os donos de iPhone podem atualizar normalmente pela loja de aplicativos. Já usuários que tiverem celulares com o sistema operacional do Google terão que atualizar direto pelo site do Telegram, neste link aqui. Isso porque a empresa está enfrentando problemas com a Play Store, possivelmente devido a um processo judicial aberto contra o mensageiro instantâneo.

Para quem usa o aplicativo pelo browser, a empresa também lançou duas novas versões diferentes, chamadas Telegram K e Telegram Z. Eles são leves, podem ser acessados pelo desktop ou celular e são independentes, ou seja, após fazer o login, o usuário não precisa ficar com o smartphone por perto para usar o app.

Via Telegram

Imagem: Stockcam/iStock