Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Strategy Analytics divulgou nesta terça-feira (20/04) o ranking com as maiores fabricantes de celulares no primeiro trimestre de 2021, e a grande surpresa foi a ausência da Huawei no top 5. A empresa chinesa, que no mesmo período do ano passado ocupou a vice-liderança em vendas, sofreu com as seguidas sanções dos Estados Unidos e, com a queda na produção e nas vendas, sequer foi citada no relatório da consultoria especializada.

A liderança, por sua vez, não se alterou, e ficou mais uma vez nas mãos da Samsung. A empresa sul-coreana apresentou crescimento anual de 32%, passando de 58 milhões de smartphones vendidos nos três primeiros meses de 2020 para 77 milhões no mesmo período de 2021. Os números deram para a Samsung uma fatia de mercado de 23% no período.

publicidade

Segundo Neil Mawston, diretor-executivo da Strategy Analytics, boa parte do sucesso deve ser creditada ao lançamento da série Galaxy S21, mas não apenas a ela. “O lançamento das séries mais acessíveis A 4G e 5G da Samsung, junto da série Galaxy S2, lançada anteriormente, geraram um desempenho sólido no trimestre”.

Outros destaques

A segunda posição entre as maiores fabricantes de celulares do ano, que em 2020 pertenceu a Huawei, agora ficou com a Apple. A empresa de Cupertino cresceu 44% no comparativo ano a ano e ficou com uma fatia de 17% do mercado. Em números absolutos, a Maçã aumentou suas vendas de 39 milhões entre janeiro e março do ano passado para 57 milhões no mesmo período de 2021.

Imagem mostra tabela com a posição das maiores fabricantes de celulares

O top 3 foi fechado pela Xiaomi. A empresa chinesa apresentou um crescimento ainda maior do que as rivais (80%), dominando 15% do mercado. As vendas passaram de 28 milhões no 1º trimestre de 2020 para 49 milhões no mesmo período de 2021. Completaram o top 5 a Oppo e a Vivo, ambas com fatias de 11% do mercado. A primeira apresentou crescimento de 68%, e a segunda de 85%, a maior entre as cinco.

publicidade

De acordo com a consultoria, a Huawei, que não ficou no top 5 entre as maiores, agora faz parte da massa que reúne as demais fabricantes de celulares. Esse grupo foi responsável por 24% do mercado, e apresentou queda de 23% no total de vendas em relação a 2020: 82 milhões de celulares contra 107 milhões vendidos no mesmo período do ano passado. O número total de celulares vendidos no período (somando-se todas as empresas), por sua vez, cresceu 24%, passando de 275 milhões para 340 milhões de unidades.

Via Android Authority

Imagem: Arek Socha/Pixabay/CC