Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Uma startup francesa está tentando mudar o modo como os aplicativos de relacionamento funcionam com o app de relacionamento Feels. Mas, aparentemente a novidade é uma reinvenção da roda. O app funciona como os Stories do Instagram e promete gerar encontro entre pessoas sem a necessidade “chata” de deslizar para o lado.

Apesar de se descrever como um aplicativo não voltado para relacionamentos, ou pelo menos sem a necessidade de compromissos ou regras, o Feels é basicamente uma versão do Tinder ou Hinge com mecanismos diferentes. Nele, o usuário posta fotos ou vídeos que pode editar com gifs, stickers e outros recursos, algo similar até aos conteúdos do TikTok. Então, no feed, os perfis aparecem como Stories que o usuário toca nos cantos da tela para avançar ou retornar nas imagens (ou trocar de pessoa).

publicidade

A ideia de inovar também está no modo como as pessoas se “encontram”. O app não possui um mecanismo de match, porque a empresa considera o fato de passar para o lado algo chato. Ao se interessar por alguém, o usuário terá algumas opções para interagir com o Story, como reagir com emojis ou chamar para conversar. Mas as novidades acabam por aí.

App apenas no mercado francês

No fim das contas, o aplicativo tem mudanças não muito significativas com relação aos concorrentes. Inclusive, possui plano de assinatura que conferem recursos extras. Pulou o Story de alguém sem querer e deseja voltar? O plano premium pode garantir isso e até o famoso boost para que seu perfil seja mais visto por outros usuários.

Aos interessados em experimentar o app de relacionamento por Stories, o Feels já está disponível para Android e iOS, mas ainda está limitado ao mercado europeu (principalmente na França, seu país de origem). O plano de assinatura está custando 9,99 euros (aproximadamente R$ 67) e os brasileiros terão que esperar até a novidade chegar por aqui.

Via The Verge

publicidade

Imagem: Pratik Gupta (Unsplash)