Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O sistema de pagamentos instantâneos Pix apresentou instabilidades na manhã desta segunda-feira (12/4). Usuários no Twitter relatam dificuldades para efetuar pagamentos para outras instituições bancárias.

De acordo com usuários, a opção de pagamento instantâneo aparece como indisponível nos aplicativos bancários. Em alguns casos, o próprio aplicativo sugere que o usuário tente refazer a operação por sistemas tradicionais como o TED ou DOC.

publicidade

Apesar da instabilidade, o problema parece ser de conectividade das instituições bancárias com o Banco Central, uma vez que não são todos os bancos que estão fora do ar.

Em testes realizados pelo Vida Celular, por exemplo, transações feitas entre a mesma instituição bancárias estão disponíveis, mas quando se tenta efetuar uma transferência para outro banco, o aplicativo informa a falta de conectividade.

Em nota, o Banco Central informou que “os sistemas do Pix estão funcionando normalmente e que as instituições bancárias podem apresentar pontual e individualmente instabilidade no serviço”. Tanto o Itaú, quanto o Nubank, duas das instituições citadas pelos usuários como fora do ar, já manifestaram que estão cientes do problema e que estão trabalhando para normalizar o sistema de pagamentos.

Mudanças no ajuste de limites via Pix

O Pix é um meio de pagamentos eletrônicos oficializado pelo Banco Central, no ano passado, que permite transações instantâneas entre instituições bancárias sem a necessidade do pagamento de taxas ou limite de horários.

No último dia 6 de abril, o Banco Central padronizou o tempo em que as solicitações devem ser respondidas, de forma a garantir ao cliente uma melhor gestão de seus limites. De acordo com a instituição, solicitações de redução dos valores dos limites do Pix: deverão ser atendidas imediatamente. Já as solicitações de aumento do valor do limite das transações seguirá as seguintes regras:

  • Se o valor solicitado é compatível aos limites para TED e cartão de débito, conforme disposto no Anexo I da Instrução Normativa nº 20: a instituição deve acatar até às 7h do dia útil seguinte;
  • Se o valor solicitado for superior aos limites para TED e cartão de débito, conforme mencionado acima: a instituição avalia o perfil do cliente e, a seu critério, decide se acata ou não o pleito. Nesses casos, as respostas deverão dadas em até uma hora, caso a solicitação seja feita entre 6 e 20 horas (incluindo sábados, domingos e feriados). Caso a solicitação seja feita fora desse horário, a solicitação deve ser respondida até às 7 horas do dia útil seguinte.

Foto: Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil