Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Não é só a Apple que pensa e repensa soluções de segurança e privacidade dos usuários a cada atualização. O Google demorou para implementar uma nova política quanto a apps da Play Store em virtude da pandemia, mas cravou data para acabar com a possibilidade de aplicações descobrirem todas as outras que estão instaladas no smartphone do usuário.

A novidade afeta aplicativos voltados ao Android 11. O recurso chamado “QUERY_ALL_PACKAGES” terá seu uso restrito a partir de 5 de maio. Até então, o desenvolvedor que implementasse essa API no seu app poderia obter uma lista completa dos softwares instalados no dispositivo. Acontece que esse processo, como é hoje, pode se dar mesmo sem nenhum tipo de justificativa, bastando o usuário autorizar durante os pop-ups de permissão quando roda o app.

publicidade
Exceções, é claro

A partir do mês que vem, a regra geral é essa: ninguém mais vê o que o usuário possui instalado, com exceções. Apps que dependam exclusivamente disso para funcionar poderão solicitar uma permissão excepcional ao Google. Por exemplo, um gerenciador de armazenamento poderá pedir o acesso especial para permitir que ele possa calcular quanto espaço apps ocupam, listá-los por tamanho, etc. Antivírus também, além de outras categorias de softwares.

Haverá ainda uma excepcionalidade envolvendo apps de banco e carteiras digitais. Isso porque recursos de segurança dessas aplicações podem detectar ameaças a partir de apps instalados pelo usuário pela Play Store. Não seria inédito um malware chegar pela loja oficial do Google.

Mesmo assim, para o usuário pouco ou nada muda. O mais importante para o consumidor é entender que um novo recurso de segurança está chegando, e visa proteger mais suas informações pessoais. Este, porém, será mais um desafio para os desenvolvedores de algumas aplicações. Recentemente a Apple deu dor de cabeça a alguns deles ao avisar que não irá mais permitir a personalização de anúncios sem consentimento do usuário, o que levou a um grande atrito com grandes empresas chinesas.

Via Android Community

publicidade

Imagem: Thomas Deco/Shutterstock