Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Apple Watch deve ganhar uma versão reforçada, resistente, em breve. A intenção da fabricante seria a de abocanhar uma fatia do mercado composta por praticantes de exercícios físicos mais extremos, e que não tem dó de submeter seus wearables a condições que um smartwatch normal não encara sem, ao menos, sofrer riscos ou arranhões.

Segundo uma reportagem da Bloomberg, apurada junto a duas fontes da Apple que não quiseram ser identificadas, o smartwatch mais resistente seria chamado de “Apple Watch Explorer Edition”, e adotaria como característica uma carcaça (corpo e pulseira) de borracha ou silicone, materiais mais apropriados para a prática de esportes radicais.

publicidade
Ideia antiga e novas ideias

Os rumores vazados nesta sexta-feira (26/03) indicaram que o smartwatch mais resistente da Apple, caso seja menos lançado, deverá chegar ao mercado entre o segundo semestre de 2021 e o primeiro de 2022. Como essa ideia não é nova, e já foi cogitada pela Maçã anteriormente, pode até ser que ela novamente fique apenas no papel.

Em paralelo ao desenvolvimento de um Apple Watch mais robusto, a empresa de Cupertino também estaria trabalhando em inovações para o futuro Apple Watch Series 7. Entre elas estariam uma forma de monitoramento não invasivo dos níveis de glicose do usuário (ou seja, o relógio não vai furar seu dedo) e, também, um modo de melhorar o sistema de rastreamento de natação. Há também rumores de que a empresa estaria trabalhando em um Apple Watch com tela flexível.

Caso o smartwatch da Apple venha realmente a se tornar mais resistente, deve ampliar ainda mais o já extenso leque de consumidores do wearable. Vale lembrar que, segundo um relatório recente da plataforma Above Avalon, de Neil Cybart, o Apple Watch é o quarto produto mais relevante da Maçã e já conta com 100 milhões de usuários espalhados pelo mundo, 30% deles registrados somente em 2020.

Via Apple Insider

publicidade