Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Discord é um aplicativo de conversas que nasceu direcionado para o universo gamer, mas, hoje, já ganhou terreno em grupos de estudo, ambientes corporativos e em simples bate-papos. Parece ter despertado o interesse da Microsoft, que pode desembolsar uma bolada para comprar o Discord. Segundo Matthew Kanterman, analista de inteligência de mercado da Bloomberg, a ideia da Microsoft é parte do planejamento para expandir mais seus negócios de jogos para software e serviços, provavelmente no Xbox.

“Há uma grande oportunidade de agrupar a oferta premium do Discord ao serviço Game Pass, para gerar mais assinaturas aos últimos 18 milhões relatados”, comentou, confirmando que a empresa está em busca de “recursos que deem acesso às comunidades de usuários engajados”. Foi esse interesse, inclusive, que fez a Microsoft se interessar recentemente pelo TikTok e pelo Pinterest.

publicidade

A oferta da Microsoft giraria em torno de US$ 10 bilhões (quase R$ 60 bilhões, na cotação atual), e estaria sendo conduzida por Phil Spencer, chefe da divisão do Xbox. Foi ele também quem tomou à frente do negócio recentemente fechado com a ZeniMax Media Inc., proprietária da companhia de jogos Bethesda, empresa pela qual a Microsoft pagou US$ 7,5 bilhões.

Abertura de capital

Além da Microsoft, o Discord tem outras opções para alavancar ainda mais os ganhos que ultrapassaram US$ 130 milhões em receitas em 2020 – quase o triplo do arrecadado no ano anterior (US$ 45 milhões). A possibilidade da venda segue estudada, mas o martelo está longe de ser batido. Além da Microsoft, a Epic Games e a Amazon também estariam dispostas a comprar o Discord, segundo o site britânico Metro Gaming.

Uma outra opção que vem sendo estudada é a abertura da empresa ao mercado de capitais. A ideia seria seguir os passos da Roblox, plataforma de games popular entre crianças nos Estados Unidos. A Roblox realizou sua primeira oferta de ações há duas semanas e foi avaliada em US$ 41,9 bilhões, com cada ação sendo negociada a aproximadamente US$ 69,50.

O Discord possui, atualmente, uma base de 100 milhões de usuários (a Roblox tem 164 milhões), e os executivos veem com bons olhos a possibilidade de abrir o capital. O site Venture Beat revelou que o Discord já contratou a Qatalyst para avaliar possíveis pretendentes, pois, na avaliação da direção, seria possível arrecadar bem mais do que a Roblox com a entrada no mercado de ações e, consequentemente, muito mais do que os US$ 10 bilhões oferecidos pela Microsoft para comprar o Discord.

publicidade

Via TechRadar