Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O cenário de pandemia que se instaurou em 2020 provocou mudanças nos hábitos de consumo da população brasileira e no modo como acessa a internet. Devido ao isolamento social, a necessidade de se comunicar e consumir precisou encontrar outros meios que não o físico e, com isso, os brasileiros tiveram um acréscimo nos índices de acesso à internet, em sua maioria por meio do celular.

Essas informações foram levantadas por um estudo da Comscore, entidade multinacional que realiza análise de hábitos na internet para fornecer a agências de publicidade e outras empresas. A pesquisa revelou dados como a quantidade de pessoas que entrou para a população digital, os conteúdos mais acessados, os grupos que mais usam a internet entre outros.

publicidade
População digital brasileira

Os dados apontam que o Brasil ultrapassou a marca de 122,7 milhões de pessoas com acesso à internet. Se considerarmos outra pesquisa, desta vez do Centro Regional para o Desenvolvimento de Estudos sobre a Sociedade da Informação (Cetic.br), já alcançamos 134 milhões de usuários. Comparando com o censo do IBGE de 2018, isso significa 63% da população brasileira.

E como a população digital do Brasil cresceu, o tempo gasto com a internet também sofreu aumento. Só em dezembro do ano passado, a pesquisa apontou que as pessoas passaram 774.205 milhões de minutos conectadas de maneira multiplataforma. Desse tempo todo, 88% foi consumido por meio de smartphones ou tablets. Além disso, os dispositivos móveis apresentaram crescimento entre os consumidores, sendo a escolha de mais de 105 milhões de brasileiros, sendo que a maioria deles para uso exclusivo. Isso representa 72 milhões de usuários, ou 68% do total.

Quem e o quê?

A pesquisa da Comscore também conseguiu mapear o perfil dos usuários de internet. Os resultados apontam que houve um certo equilíbrio de gênero na população digital brasileira, composta por 51% de homens e 49% de mulheres. Quanto à faixa etária, os índices mostram que a maior parte dos usuários se concentra na geração baby boomer (45 anos ou mais) e a segunda está entre os millennials (25 a 34 anos).

Já a distribuição geográfica permanece bastante desigual. A região sudeste lidera o número de usuários de internet com 49,8% da população digital, seguida pelo nordeste (22,5%), sul (14,9%), centro-oeste (7,7%) e norte (5,1%) das pessoas conectadas.

publicidade

Dentre os serviços mais consumidos, as redes sociais lideraram entre a maioria dos brasileiros que usam o celular, sem nenhuma surpresa. Entre os baby boomers, o YouTube foi a rede que alcançou maior índice de usuários únicos, chegando a 34 milhões. Além disso, no quesito tempo de uso, Facebook e YouTube, juntos, atingem 39% dos minutos na frente do celular, já o Instagram conseguiu alcançar 15% dos minutos da audiência e o LinkedIn ficou com apenas 1%.

Segmentos que mais cresceram

Alguns setores do mercado tiveram maiores índices de acesso e crescimento ao longo de 2020. O ramo do varejo foi o que liderou o número de usuários nos sites, tendo também um crescimento de 20% nos índices de acesso. Enquanto isso, quem ficou em segundo lugar foi o ramo de serviços financeiros, que teve um aumento de 47% em acessos.

A pesquisa da Comscore apontou que o público gamer também ajudou a movimentar o mercado. Como exemplo, só a subcategoria “notícias sobre games” teve um crescimento de 25% em visualizações.

Imagem: Gian Cescon (Unsplash)