Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Realme surgiu há poucos anos e desde então vem mostrando uma carreira meteórica. Com representação no Brasil, a marca chama a atenção pelo custo x benefício dos seus smartphones, mas um episódio envolvendo o AnTuTu e o Realme GT pode abalar a sua credibilidade.

Segundo o AnTutu — dos maiores portais de benchmark do mundo — a fabricante modificou o Realme GT para que ele trapaceie durante os testes, a fim de gerar artificialmente uma pontuação mais elevada do que deveria ter. Assim, os 750 mil pontos que o dispositivo teria alcançado na plataforma não são válidos, e a empresa decidiu retirá-lo do seu ranking por um período de três meses.

publicidade

Nesse prazo a Realme poderá se explicar e promover correções necessárias para que o Realme GT participe de forma justa dos rankings do AnTuTu. Em publicação no Weibo, uma rede social chinesa, a plataforma de benchmark acusa o aparelho de utilizar técnicas de atraso de threads nos núcleos da CPU, o que colabora para que o aparelho concentre seus esforços no teste ao invés de encará-lo como uma atividade rotineira, como é desejado. Além disso, o Realme GT teria utilizado um truque na etapa de decodificação de imagem, trabalhando com um arquivo de qualidade inferior para conseguir entregar o resultado mais rapidamente, o que se traduziria em mais pontos alcançados ao final do benchmarking.

A resposta da Realme

Em sua defesa, a Realme afirma que os números obtidos pelo Realme GT no AnTuTu são legítimos, mas que não irá mais se apoiar neles para fazer a divulgação do celular, deixando que os dispositivos “falem por eles mesmos”. Benchmarking sempre foi uma ferramenta de marketing importante para as empresas porque ajudam a atingir o usuário avançado, que busca desempenho acima de tudo para jogos e multitarefas.

Esse, porém, não é o primeiro caso envolvendo trapaças no AnTuTu: no passado, mesmo marcas mais famosas no mercado ocidental foram acusadas de trapacear por lá. Pela redução drástica de denúncias, esse parecia ser um golpe esquecido pela indústria. O episódio, em todo caso, serve para mostrar que as plataformas seguem de olho, e que não farão vista grossa para que números sejam inflados.

ADENDO: Depois de publicada a matéria, a Realme nos procurou para dar sua posição. Isto é o que a empresa tem a dizer:

publicidade

“O Realme GT é equipado com a mais recente plataforma Snapdragon 888 5G, que proporciona aos usuários uma alta performance. As pontuações em benckmark do Realme GT são todas precisas, de acordo com as versões atuais de avaliação do Antutu. A Realme sempre foi comprometida em proporcionar aos usuários uma excelente performance, e sua preocupação é com a real experiência do usuário, que continua sendo prioridade máxima para a marca. Assim, a avaliação do Antutu só será usada como uma referência não oficial.”

Via Android Authority