Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Google Files está recebendo uma atualização grande, que incluíra o recurso de arquivos favoritos. Com esse novo recurso está se tornando possível inserir uma marcação em qualquer arquivo para que ele seja rapidamente acessível por um painel rápido.

Isso pode ser útil para ter a postos um PDF que é impresso constantemente, um contrato, notas de áudio que você gravou sobre uma aula, e uma infinidade de outras possibilidades a depender de cada usuário. Liberada com a versão 1.0.362806406 do Google Files, a opção de favoritos é acessível pelo menu lateral, com um atalho direto. Para favoritar um arquivo basta pressioná-lo com um toque longo e marcá-lo para acesso rápido pelo submenu que surge.

publicidade
Nearby Share e fotos tremidas

Outra novidade que o app traz na sua versão mais recente envolve atualizações futuras, detectadas de forma prematura através de engenharia reversa. Esse é um procedimento que vasculha profundamente as entranhas do software para revelar segredos ainda escondidos, que precisam estar no app para que os engenheiros da companhia possam testar novas ferramentas na versão pública do app.

Foi descoberto que o Google Files, para além do recurso de favoritos, deverá trocar o seu próprio sistema de compartilhamento de arquivos pelo Nearby Share, já utilizado na Play Store. Além disso, a ferramenta de detecção de imagens poderá, em breve, passar a identificar imagens tremidas ou borradas, sugerindo lotes delas para serem apagadas de uma única vez, a fim de liberar espaço em disco.

Por último, o Google Files trabalha em uma nova interface para representar a ocupação do armazenamento interno, de forma a deixar mais ilustrado ao usuário como cada tipo de arquivo impacta o espaço já reservado. Na prática o app poderá adotar representações visuais já implementadas por algumas fabricantes nas configurações dos seus aparelhos, o que soa um tanto redundante.

O Google Files, para quem nào conhece, é o gerenciador de arquivos do Google. Não vem em todos celulares com Android e já está no mercado há alguns anos. É particularmente útil em smartphones com pouco armazenamento interno, ao identificar arquivos duplicados, limpezas para otimização de espaço, e outros

publicidade

Via XDA Developers

Imagem: Daniel Romero/Unsplash