Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Infelizmente o mundo está entrando no segundo ano de pandemia da Covid-19, e grande parte do mundo está recebendo vacinas e garantindo uma possível volta à normalidade para 2022, ou até mesmo esse ano, dependendo do país. Apesar disso, a chegada dos imunizantes também veio acompanhada por uma campanha de desinformação. Como forma de evitar a disseminação de fake news sobre a vacina, o Instagram anunciou hoje em seu blog oficial que está lançando a Central de Informações Sobre a Covid-19.

Imagem da central de informações sobre a Covid e a vacina no Instagram

Imagem da Central de Informações Sobre a Covid-19

O novo recurso consiste em um espaço no app em que os usuários podem encontrar informações sobre a pandemia provenientes de entidades oficiais de saúde. Usuários dos EUA, Reino Unido, França, Alemanha, Índia e Chile podem encontrar informações mais detalhadas sobre a situação da pandemia em sua região. Será possível, também, saber como anda o processo de vacinação, em qual fase o país está e quem já pode ser imunizado.

publicidade

Imagem da nova figurinha de vacinação do Instagram

Com a atualização de hoje, o aplicativo vai implementar uma notificação na parte superior do feed de fotos com o botão para acessar a Central de Informações Sobre a Covid-19. O Instagram também informou que está trabalhando para que nas próximas semanas mais informações importantes sobre a pandemia cheguem ao app. Além disso, ele também vai ganhar uma figurinha de vacinação que dará acesso à central.

Ações mais duras

Em tempos de pandemia também de desinformação, fornecer fontes seguras não é o suficiente. Por isso, o Instagram também está reforçando suas regras de combate às fake news e irá remover todo conteúdo que violar sua política sobre vacina e Covid-19. A ação segue a mesma direção do Twitter, que está banindo usuários que proliferam dados falsos sobre a crise de saúde.

Em conclusão, os posts que não forem refutados por especialistas em saúde, receberão uma etiqueta com informações gerais sobre a pandemia. Essa outra etiqueta vai dar acesso a publicações da OMS e do Ministério da Saúde. Além disso, serão melhoradas nas próximas semanas para oferecerem maior contexto de acordo com a publicação.

publicidade

Via Pocket Now