Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A partir de 1º de abril, o SoundCloud vai começar a pagar aos artistas independentes de sua plataforma uma parte das taxas de assinatura e renda de anúncios geradas pelos fãs que realmente ouvem suas músicas. No modelo atual, o SoundCloud junta o dinheiro dos assinantes e dos anúncios e divide entre os artistas mais populares do site. Esse tipo de mudança já vinha sendo discutida na indústria de streaming, mas o SoundCloud é a primeira grande plataforma a implementar o modelo, que eles chamam de “fan-powered royalties” (“royalties abastecidos por fãs”, numa tradução livre).

Mudança no SoundCloud pode beneficiar artistas independentes

Segundo a companhia, a mudança vai beneficiar artistas independentes que podem não ser tão conhecidos, mas que têm um fandom leal acompanhando seu trabalho. O SoundCloud vai implementar seus royalties abastecidos por fãs para os quase 100 mil artistas que monetizam diretamente pelo site. Através dos serviços SoundCloud Premier, Repost by SoundCloud e Repost Select, o SoundCloud se torna a distribuidora das músicas dos artistas independentes na plataforma.

publicidade

Num exemplo que o SoundCloud dá em seu site, atualmente, um determinado artista com 124 mil fãs inscritos faz US$ 120 por mês com o streaming de suas músicas. Com o novo modelo de royalties abastecidos por fãs, o mesmo artista pode receber US$ 600 por mês.

“Como a única plataforma de streaming de música diretamente para o consumidor e companhia de serviços para artistas da próxima geração, o lançamento dos royalties abastecidos por fãs representa uma ação significativa na direção estratégica do SoundCloud de elevar, crescer e criar novas oportunidades diretamente com artistas independentes”, escreveu Michael Weissman, CEO da companhia, numa declaração.

No momento, o SoundCloud ainda não fechou acordos com grandes gravadoras como Warner, Sony ou Universal para implementar a mudança para artistas representados por elas. Mas é possível imaginar que os artistas vão pressionar outras plataformas e as gravadoras para seguir o exemplo do SoundCloud.

Via The Verge

publicidade

Imagem: Athena (Pexels)