Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Xiaomi está trabalhando em uma versão Lite – ou seja, mais barata – do Mi 11, flagship lançado recentemente em sua versão global e que, na China, ultrapassou a marca de 1 milhão de unidades vendidas em apenas 21 dias. Imagens postadas por leakers, tanto no Twitter quanto no Weibo, principal rede social da China, revelaram detalhes do visual e até de algumas configurações que devem ser oferecidas na variante Lite do Xiaomi Mi 11.

Abhishek Yadav, fonte que costuma acertar nas infos que vaza, postou no Twitter que o Mi 11 Lite da Xiaomi já possui, inclusive, certificação no BIS, órgão regulatório da Índia similar à nossa Anatel, que define e libera os padrões para que novos aparelhos possam ser comercializados no país. O Mi 11 Lite também já passou pela certificação no FCC, órgão regulatório dos Estados Unidos, sob o mesmo código que aparece nas imagens vazadas: M2101K9AG.

publicidade

Design e mais

Previsivelmente, pelo que foi possível observar, o Xiaomi Mi 11 Lite terá um processador menos poderoso do que a versão normal do smartphone. Apesar de não ser possível cravar exatamente qual chipset estará sob o capô, ele terá uma frequência máxima de clock de 2.3 GHz, compatível tanto com o Snapdragon 732G quanto com o 755G, que está sendo desenvolvido e próximo de ser anunciado pela Qualcomm. O 775G aparece como outra opção e, segundo o leaker WhyLab postou no Weibo, será ele o escolhido, acompanhado de 6 GB de RAM e bateria de 4150 mAh, com carregamento rápido de 33W.

publicidade

O Mi 11 Lite, que está sendo apelidado de Xiaomi Youth Edition em sua terra natal, apareceu nas imagens vazadas com câmera tripla traseira, sendo a principal com 64 megapixels, com zoom óptico 5x, e as demais oferecendo 8 MP e 5 MP, respectivamente. O novo smartphone também teria como recursos inclusos Bluetooth 5.2, controle remoto infravermelho e acesso à tecnologia 5G. O preço? Segundo os leakers, custará, na Índia, em torno de 25 mil rúpias, que equivalem, na conversão direta, a R$ 1.873. Bem mais em conta do que o da versão mais básica do Xiaomi Mi 11 comum, que saiu das lojas da China a R$ 3.300.

Via GSM Arena, Sparrows News e Gizmo China