Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Os celulares flexíveis são uma tecnologia relativamente nova, e isso pode ser um fator que desestimula as pessoas a comprarem. Será que funciona? E a tela, é mesmo resistente? Além disso, outras perguntas devem pairar no ar quando o assunto são os dobráveis. Porém, como forma de contornar isso, a Samsung está disponibilizando seus celulares flexíveis em um teste de 100 dias para os consumidores.

Óbvio que para levar esses smartphones para testar em casa é preciso pagar por eles. Então, o teste funciona da seguinte forma. Após os 100 dias de uso, caso o usuário não tenha gostado da sua experiência com os modelos Galaxy Z Fold 2, Galaxy Z Flip e Z Flip 5G, ele deve entrar em contato com a loja para ter seu dinheiro devolvido integralmente. O programa de experimentação dos produtos é válido somente para os EUA no momento.

publicidade

Esse tipo de aluguel já havia sido realizado pela fabricante anteriormente com outros modelos. O mais recente a participar desse tipo de programa foi o Samsung Galaxy S21. O flagship ficou disponível para teste no Samsung Go, que é o serviço de teste oferecido pela marca no seu país natal.

Contrapartida

Tendo em vista o alto valor dos celulares flexíveis disponíveis para teste, sendo o Galaxy Z Flip o mais barato saindo por US$ 1.099 (R$ 5.967), a sul-coreana pensou em duas contrapartidas. A primeira delas, e a mais básica, é que os três celulares estão com frete grátis expresso. Ou seja, não paga nada para receber o produto no dia útil seguinte.

A segunda maneira oferecida pela Samsung é um desconto no valor total do aparelho em troca de um celular antigo do usuário. Produtos em bom estado podem conferir até US$ 500 em desconto, já aqueles com tela quebrada podem chegar a US$ 475. Se o consumidor levar um iPhone com a tela quebrada, o abate do preço é menor ainda, chegando a no máximo US$ 375 (ou R$ 2.036).

Via Tom’s Guide

publicidade