Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Há pouco tempo, o presidente da Qualcomm anunciou que iriam faltar processadores no mercado por conta de uma crise internacional. Não tardou para isso se tornar uma realidade que, agora, está esbarrando até em pequenos projetos. O celular britânico F(x)tec Pro1-X é um dos atingidos por essa onda e terá que trocar o chip nos próximos modelos fabricados.

O smartphone que conta com teclado físico deslizante foi viabilizado por meio do site de patrocínio coletivo Indiegogo, e produzido em parceria com os integrantes do XDA Developers. Porém, o modelo que contava com Snapdragon 835 terá que ser fabricado com a versão 662 do processador. A mudança deve refletir na redução do desempenho do aparelho. Mas, a troca do SoC também deve conferir algumas melhorias ao produto.

publicidade
O que muda?

Apesar de implicar uma evidente queda no poder de processamento, o novo chip utilizado no F(x)tec Pro1-X apresenta menor consumo de energia. Assim, o smartphone pode ter uma bateria que dure por mais tempo ao longo do dia, mesmo conectado à internet. O Snapdragon 662 também é capaz de suportar sensores de câmera com alta resolução, o que levou os desenvolvedores a optaram por trocar a lente atual de 12 MP por uma Sony IMX586 com 48 MP.

Além disso, a mudança no processador afeta a logística de produção do aparelho. Como resultado, a agenda toda deve sofrer atraso, desde a fabricação até a chegada do smartphone nas mãos dos clientes. Por isso, as entregas que estavam programadas para março deste ano, serão remarcadas para começar em agosto.

Via GSM Arena

publicidade