Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

É possível rodar uma versão não oficial do Android 10 no Nintendo Switch. Uma versão especial do sistema operacional permite usar o console como um celular, e executar aplicativos do Google, além de transformá-lo em uma central de mídia aprimorada para reproduzir filmes, emular outros consoles e assistir conteúdos de streaming na televisão.

Desenvolvido pela SwitchRoot, o mesmo time responsável por trazer o Android 8 Oreo ao videogame, a versão utilizada para o Android 10 se baseia no LineageOS 17.1, um build para as NVIDIA Shield TV, a central de mídia da fabricante de placas de vídeo.

publicidade
Como funciona

De acordo com os desenvolvedores, ele  traz diversas melhorias ao Nintendo Switch em relação à versão anterior como maior autonomia da bateria, além de o suporte para outros controles, docks e dispositivos Bluetooth, bem como um sistema de particionamento da memória de armazenamento do aparelho.

Além disso, o Android 10 também concede ao Nintendo Switch algumas funções simples para o sistema, mas que fazem a diferença para quem desejar maior interatividade no consumo de mídias do console como a opção de auto rotação de telas. O mais interessante é que por se tratar de uma versão de uma versão do Android para centrais de mídia, o LineageOS também permite a utilização do sistema em duas interfaces. A padrão que conhecemos nos smartphones e uma segunda inspirada nas TVs Androids.

Nesta interface é possível controlar o aparelho por meio dos Joycons desencaixados, como se fossem um controle remoto da televisão. Veja o sistema rodando no console abaixo:

Limitações

Apesar das vantagens, ainda há alguns detalhes para serem corrigidos nas próximas atualizações do sistema. De acordo com a SwitchRoot, o videogame apresentou uma boa compatibilidade com a maioria dos aplicativos, mas pode não reconhecer alguns jogos exclusivos da Shield TV, como Half Life 2 e Tomb Raider, por exemplo.

Além disso, alguns aplicativos também pode não reconhecer a funcionalidade dos botões direcionais do videogame, se limitando apenas aos controles sensíveis ao toque da tela.

Nos últimos anos, graças às características híbridas (trata-se de um videogame que é tanto um console de mesa, quanto um portátil), o Nintendo Switch se tornou o queridinho da comunidade modder, de modo que sempre surgem novidades para o aparelho.

No entanto, tenha consciência que a instalação de outros sistemas podem resultar em falhas e outros bugs na execução dos seus jogos, além da perda da garantia da fabricante. Faça por sua conta em risco! De acordo com a SwitchRoot, para instalar o Android 10 no seu Nintendo Switch, você precisa que o aparelho já esteja desbloqueado (nem todos os modelos são desbloqueáveis) O sistema funciona por meio de uma partição no HD, de modo que, em tese, você ainda terá acesso à BIOS original do seu videogame.

Você também precisará de um cabo USB-C, um cartão microSD de alta velocidade formatado em FAT32. O link para o download do Android 10  LineageOS 17.1, bem como o tutorial para instalação (em inglês) no Nintendo Switch pode ser acessado aqui.

Via XDA Developers
Foto: Switchroot