AplicativosDicasComo funciona a CNH Digital? Detran explica

Paulo Amaral1 mês atrás15 min

A versão CNH digital, versão online da Carteira Nacional de Habilitação, e o CRLV Digital, Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo, estão ativos no Brasil desde 2018 e 2020, respectivamente. Mas nem todo mundo entende como eles funcionam. Segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) mais de 2,3 milhões dos 3,4 milhões de cidadãos cadastrados que já possuem o documento fizeram o download da CNH digital no ano passado.

Mesmo assim, até hoje, muitas dúvidas persistem sobre os documentos, que são de porte obrigatório para os motoristas em todo o território brasileiro. Afinal de contas, os documentos tradicionais, em papel, serão abolidos? Como fazer para migrar para a CNH Digital? E o CRLV Digital, também será obrigatório? Como baixar os documentos online? Por que preciso continuar pagando caro para emissão do CRLV se ele não é mais enviado para a minha residência?

O Vida Celular foi procurar o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Estado de São Paulo para tentar esclarecer, de uma maneira prática e objetiva, esses e outros questionamentos comuns a respeito de ambas as documentações. Confira abaixo um pingue-pongue rápido com um representante do Detran, que respondeu aos questionamentos da reportagem em contato por e-mail, via assessoria de imprensa.

Vida Celular: Quais as principais alterações que a CNH Digital e o CRLV Digital apresentam em relação aos documentos comuns, em papel?

Detran-SP: A CNH Digital é uma versão eletrônica da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com o mesmo valor jurídico e validade da impressa, que continua sendo emitida e entregue via correios aos condutores paulistas.

VC: E como ela funciona, efetivamente?

Detran-SP: O formato eletrônico é acessado por meio de um QR Code (código de barras) presente no documento físico, e é disponibilizado por um aplicativo, o CDT (Carteira Digital de Trânsito), da Serpro (Empresa de Tecnologia da Informação do Governo Federal). Assim, o condutor gere a CNH sem precisar comparecer a uma unidade de atendimento do Detran ou do Poupatempo.

VC: E sobre o CRLV Digital, qual diferença?

Detran-SP: O CRLV eletrônico reúne em um único documento dados de propriedade e do licenciamento do veículo. O documento também pode ser utilizado de forma digital pelo aplicativo CDT, do Governo Federal, ou impresso em papel A4 comum nos portais do Poupatempo ou do Detran-SP .

VC: Um outro questionamento, esse fora do âmbito técnico, é sobre o porquê de o Detran seguir cobrando as taxas para emissão do documento se, efetivamente, não realiza mais o processo?

Detran-SP: Os valores das taxas, tributos e serviços prestados pelo Estado são reajustados anualmente com base no Índice de Preços ao Consumidor (IPC). A alteração dos valores segue o previsto na Lei estadual nº 17.293.

VC: Qual economia projetada pelo Detran com o fim do envio físico dos documentos (CRLV) para as casas dos proprietários de veículos?

Detran-SP: Não haverá alteração nos gastos por parte do Detran.

VC: Para finalizar, a CNH Digital vai se tornar obrigatória no futuro, ou quem quiser pode seguir apenas com o modelo antigo, em papel?

Detran-SP: A CNH digital tem o mesmo valor jurídico do documento físico, sendo opcional a utilização da CNH em formato digital.

Depois de esclarecer (espero) as principais dúvidas com o representante do Detran-SP, chegou a hora de um rápido passo a passo para quem ainda não sabe como ter acesso à versão digital da CNH e do CRLV. O processo pode ser um pouco mais complicado para quem ainda não tem a Carteira Nacional de Habilitação em sua versão mais nova, com código de barras no verso, mas nada desesperador. Vamos lá.

Passo a passo para baixar CNH e CRLV Digital

Começando pela situação mais comum, na qual o motorista já tem a CNH com o código de barras na parte interna do documento. Nesse caso, a orientação é a seguinte: Instale o aplicativo Carteira Digital de Trânsito em seu smartphone. Ele está disponível gratuitamente tanto para Android quanto para iOS. Feito isso, o usuário deve selecionar a opção Entrar com Gov.br e, então, fornecer o CPF e clicar em Próxima. Caso não tenha login e senha no Gov.br, é recomendável fazer isso antes de selecionar tal opção, para que o processo não tenha de ser refeito.

Usuário e senha criados, está mais próxima a hora (finalmente) baixar a CNH Digital para a tela do seu smartphone. Antes, porém, há mais uns passinhos a seguir. O usuário precisa selecionar “habilitação” e, na sequência “toque aqui para adicionar sua CNH”. A autenticação, para quem não está habilitado, é feita de três formas – pelo celular (facial), digital (portal do Denatran) ou sem validação digital (no balcão do Detran).

Para a validação mais rápida, que é a facial, e a que estamos tratando, basta informar o CEP da residência (que deve ser o mesmo informado à época da emissão da CNH física), ler o QR Code, realizar a validação facial e…UFA! Finalmente baixar a versão digital da CNH para a tela do seu smartphone.

Segunda via e CRLV Digital
CNH Digital começou a ser adotada em 2018, e CRLV Digital, como o da foto, em janeiro de 2020
Denatran/Flickr

Quem não tem a CNH com código de barras, precisa solicitar uma segunda via atualizada do documento antes de baixar a versão digital da carteira de habilitação. Para isso, é necessário passar por um exame médico e fazer o pagamento das taxas. Quando estiver tudo certo, o Denatran enviará para o e-mail cadastrado um código de segurança e o passo a passo para baixar a versão digital no smartphone.

A reportagem do Vida Celular passou por essa experiência e notou que, mesmo depois de a prorrogação da validade ter sido atualizada no portal do Detran, a CNH renovada seguia constando como “não emitida”. De acordo com o órgão, tanto esse ponto quanto a demora no envio da versão física para a residência, tem explicação: a alta demanda. As instruções para o download da versão digital chegaram apenas 15 dias após a realização do exame médico e do pagamento das taxas – e a versão em papel, prometida, até agora não foi disponibilizada.

Depois de aprender como colocar a CNH Digital na telinha, agora vamos explicar também o procedimento para baixar o CRLV Digital, documento que contém todas as informações sobre o veículo, para dispensar o papel e levar tudo juntinho com você em seu smartphone. Os primeiros passos são similares, ou seja, é preciso acessar o portal do Denatran e “Entrar com gov.br”. Feito isso, caso já tenha conta, utilize a forma com que quer realizar o cadastro e aceite os termos de uso.

Ah, não se esqueça de “provar que não é um robô” antes de prosseguir. Clicou? Então coloque seu e-mail e número de celular, para o qual será enviado m código de confirmação. Após completar os requisitos, clique em menu e “baixar CRLV”. Basta colocar o Renavam e, depois, em “prosseguir”. Pronto. O CRLV Digital e a CNH Digital estão prontinhos para serem usados, diretamente da tela do seu smartphone.

Imagem: Agência Brasília