NotíciasZoom quer ajudar na volta aos escritórios e traz novidades

Gabriel Daros1 mês atrás7 min

O Zoom apresentou algumas novidades na sua linha de serviços, com o objetivo de ajudar as empresas à volta às atividades nos escritórios, por mais que isso soe meio estranho. O app aposta que o modelo híbrido de trabalho veio para ficar no mercado e, assim, desenvolveu algumas ferramentas para integrar trabalho remoto e presencial.

As novidades estão todas listadas no blog do Zoom. À princípio, são pensadas para ajudar nas três principais dificuldades de hoje em retornar ao escritório: ventilação, aglomeração e colegas de trabalho doentes.

Conferências mais práticas

sala de reuniões com celular e tela exibindo app aberto

Uma das principais novidades do Zoom funciona independente da volta ou não ao escritório. Quando o usuário estiver em chamada, o app poderá ser pareado para usar como assistente de controle da chamada.

O serviço de videoconferências também permitirá agendar reuniões através do OnZoom, que estarão disponíveis se o usuário salvar o evento. Por fim, o layout das chamadas foi remodelado.

Além disso, outra novidade é o Zoom Rooms, que agora pode ser operado por dispositivos móveis como smartphones e tablets. Apresentações, planilhas e dados podem ser editados com a caneta stylus e compartilhados usando a interface do programa de chamadas. O portátil também poderá ser usado para controle remoto de telas e computadores.

Modo Quiosque e controle de sala

 

Outra das novidades do Zoom é a possibilidade de usar um dispositivo remoto para atender ao público. O Modo Quiosque conecta secretárias e recepcionistas à suas áreas de trabalho, podendo receber visitantes e colegas sem contato físico.

Outro dos novos recursos é capacidade de monitoramento de ambientes. O Zoom pode utilizar câmeras compatíveis com o serviço para contar quantas pessoas estão na sala, bem como qual reunião está em andamento.

tela na parede mostra estatísticas do ambiente enquanto homem caminha no fundo, em desfoque

Além disso, o Neat, que desenvolve periféricos para o Zoom, lançou um sensor integrado para avaliação de condições das salas. À partir das leituras, o usuário pode monitorar a progressão da temperatura, ventilação e concentração de pessoas em cada ambiente. A ferramenta também consegue ler os índices de gás carbônico, iluminação, ruído e até compostos orgânicos voláteis.

Modelo híbrido de trabalho

As videoconferências, que se popularizaram desde o início da pandemia, se tornaram cruciais para que as empresas adaptassem seu cotidiano para o mundo digital. As chamadas de vídeo passaram a fazer parte da vida das pessoas de tal forma que liberou chamadas gratuitas no natal passado. Além disso, o tempo na frente das webcams aumentou o número de pessoas que não gostavam de como se viam – e foram fazer algo a respeito.

O Zoom aposta que nossa forma de trabalho mudará para uma espécie de “sistema híbrido”, em que parte do expediente se passa no trabalho, e parte fora dele. Por fim, o Zoom está prevendo o uso de outras tecnologias integradas, como comandos por voz aos periféricos e a integração com Alexa.

Via TechRadar

Créditos do destaque: Anna Schvetz (Pexels)