Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Em algum momento da sua vida com um smartphone você deve ter esbarrado em algum anúncio de operadora, ou de celular, oferecendo “chamadas de voz em HD”. Na verdade, eles estão falando do VoLTE, a tecnologia de transmissão de dados que tem tudo para ser o nosso próximo padrão de ligações.

O VoLTE, sigla em inglês para “Voice over LTE”, é um sistema de chamadas que utiliza redes 4G para estabelecer conexão entre dois celulares. Normalmente, as ligações entre dispositivos com voz em HD levam menos tempo para conectar com a antena de sinal. E o áudio, como o termo já deixa claro, possuí uma qualidade mais cristalina.

publicidade

Outras vantagens de usar o 4G para chamadas é que, por se tratar de uma rede de alta frequência, ela consegue efetuar as ligações sem perder a qualidade de rede.

Meu celular está usando o VoLTE?

Pela lógica, parece ser só um celular vir com 4G que já está valendo, certo? Bem, não é bem assim. Em alguns casos, o que acontece hoje é que um celular, mesmo com 4G, retorna ao 3G ou 2G assim que entra numa chamada. Isso acontece porque o aparelho não possui suporte ao LTE.

Embora o recurso foi entrar em uso no Brasil em 2013, nem todo celular possuía capacidade para este tipo de chamada. À medida que as gerações de smartphones evoluíram, a compatibilidade com voz em HD foi se tornando mais comum.

A Vivo publicou uma relação de smartphones que já vêm compatíveis com o recurso. Se você quer ter certeza, é só procurar nas configurações do seu celular. Em aparelhos da Apple, é só ir à aba “Ajustes”, depois “celular”, “opções de dados celulares” e clicar em “ativar LTE”. No Android, você pode abrir o app de telefone e digitar o código *#*#4636#*#*”.

publicidade

É possível que o seu celular, no entanto, esteja na lista e até tenha integração com o VoLTE, mas ainda assim, não consiga usar o recurso. Isso pode acontecer por duas razões: a primeira é que a rede depende da cobertura de telefonia, então vale prestar atenção se a sua operadora oferece voz em HD na sua região. As provedoras TIMVivo possuem uma relação das regiões onde o recurso funciona. A Claro ainda está patinando no assunto, testando a rede em algumas regiões específicas.

A outra razão é que as redes 4G possuem frequências diferentes conforme o país – e nem todas são captadas por todos os receptores. Logo, se o seu celular for importado e trabalhar com frequências de 4G inexistentes no Brasil, é possível que você não consiga usar o recurso.

Porque a voz em HD importa?

Primeiramente, através do LTE, as redes conseguem efetuar melhores chamadas convencionais, levando menos tempo para conectar a chamada e com maior qualidade de áudio. Entretanto, o uso de uma frequência de dados maior também permite o envio de mais informações pelo sinal, oferecendo, por exemplo, a possibilidade de chamadas de vídeo numa ligação de telefone – algo que só é possível hoje usando a internet, como no WhatsApp.

Essa integração pode mudar completamente o jeito que fazemos chamadas, já que com o avanço na distribuição da frequência, a rede avança para uma possível telefonia por internet. Resta saber se as ligações serão cobradas pela chamada ou pelos dados. A Tim e Vivo seguem o primeiro exemplo até hoje, mas algumas operadoras norte-americanas cobram pelo consumo de banda.

Além disso, é bem provável que os sinais anteriores de telefonia sejam descontinuados, já que não é do interesse das operadoras fazer a manutenção de torres caríssimas para o funcionamento de celulares cada vez mais obsoletos. Lá fora, por exemplo, a AT&T tem planos de descontinuar o 3G até 2022. À medida que o VoLTE se popularize, as coberturas das redes anteriores tendem a diminuir.

Previsões para o Brasil

O Brasil está dando seus passos para a expansão do 4G no Brasil – o que aumenta as chances das operadoras viabilizarem o VoLTE. Na reunião extraordinária de hoje, o Conselho Diretor da Anatel divulgou as novas licitações para distribuição de rede de telefonia.

A primeira venda vale para todo o Brasil e está direcionada para um bloco único de 10 + 10 MHz (10 MHz para uplink e 10 MHz para downlink, as duas pontas de uma conexão via satélite). Se nenhuma empresa se interesse, a Anatel fará outra proposta, dessa vez para a concessão de dois blocos 5 + 5 MHz”. A oferta é direcionada inicialmente a operadoras que não possuem autorização para uso das redes de 700 MHz.

O processo que ampliava a distribuição da faixa de 700 MHz iniciou em 2018, mas atrasou devido a retornos para adaptação técnica e inclusão da instalação das faixas de 5G. A Anatel declarou que a instalação do plano de redes que contempla todo o território brasileiro aconteça até 2025.

Via Android Central

Imagem: Shift Drive (Shutterstock)