AndroidAplicativosNotíciasCarros da Ford terão Android Auto a partir de 2023

Lucas Berredo3 semanas atrás6 min

A Ford fechou parceria com o Google e anunciou nesta segunda-feira (01/02) que seus carros vão adotar o Android Auto como sistema de conectividade padrão a partir de 2023.

Com o acordo, o Google Cloud se torna o provedor de nuvem oficial da montadora. Assim donos de futuros carros da Ford e da Lincoln – divisão de luxo da fabricante – poderão acessar o Google Maps ou o Google Assistente sem um smartphone quando estiverem em seus carros. A parceria terá duração de seis anos.

“A relação entre Google e Ford vai estabelecer uma potência da inovação”, disse David McClelland, vice-presidente de estratégia e parcerias da Ford, em coletiva virtual. “Ela vai acelerar a modernização do nosso negócio e o mais importante: vai nos permitir a exceder a expectativa de nossos clientes”, acrescentou.

Volante do Ford Focus em detalhe
Imagem: TippyTortue (Shutterstock)

A Ford não chegou a especificar quais modelos virão com o sistema, limitando-se a mencionar que “milhões” de carros já sairão da fábrica com integração ao Android a partir de 2023. A montadora de Detroit se junta a Volvo, General Motors (GM) e Renault-Nissan-Mitsubishi na lista de fabricantes que aderiram ao sistema operacional do Google.

“Temos orgulho de fazer essa parceria para aplicar o melhor da inteligência artificial, análise de dados, computação e plataformas de nuvem do Google”, disse Sundar Pichai, CEO da empresa de Mountain View. “Vamos ajudar a transformar o negócio da Ford e construir tecnologias automotivas para manter as pessoas seguras e conectadas na estrada”, resumiu.

Apesar da parceria, a Ford afirmou que vai continuar a oferecer suporte à Alexa, assistente virtual do Amazon, e ao Apple CarPlay.

Grupo colaborativo

Ford e Google também planejam estabelecer um grupo de trabalho colaborativo, o Team Upshift. A equipe vai trabalhar com fabricantes de apps terceirizados para desenvolver serviços de infoentretenimento para os veículos com Android Auto. A ideia é criar experiências de interação para a Ford vender carros e se comunicar com seus clientes.

“Temos o mecanismo [o Sync, sistema de infoentretenimento da Ford] para obter dados dos carros”, explica McClelland. “É possível entrar com ele no sistema analítico da nuvem e fornecer funcionalidades como, por exemplo, ajudar o consumidor a detectar quando trazer seu carro para ter garantias de serviço”, acrescenta o executivo.

Esta não é a primeira vez que as Big Tech se unem à indústria automotiva. No ano passado, a Toyota se juntou à Amazon para melhorar o gerenciamento e a monetização de dados em seus veículos. A Volkswagen também fechou acordo com a Microsoft para desenvolver seu sistema de computação em nuvem.

Via Engadget

Imagem: Art Konovalov (Shutterstock)