Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Apple superou as rivais Google e Amazon, alcançando US$ 263,4 bilhões e se voltou a se tornar a marca mais valiosa do mundo. O ranking da Brand Finance Global 500 2021 aponta que a empresa de Tim Cook teve o valor de sua marca aumentado em 87% durante o ano de 2020. Esse retorno ao topo do pódio ocorre cinco anos após ela ter deixado esta mesma posição.

O impulsionamento se deu pela estratégia de diversificação da fabricante do iPhone, que expandiu o foco de suas ações para outras áreas. Serviços como a App Store, o iCloud, o Apple Podcasts, o Apple Music, além das áreas de TV e o Apple Arcade e jogos foram importantes para os índices alcançados pela empresa.

publicidade

Em 2020, o iPhone representou metade das vendas da Apple, um volume que chegava a dois terços cinco anos atrás, quando a empresa ocupava a primeira posição do ranking. O CEO da Brand Finance, David Haigh, apontou uma linha histórica de avanços da empresa. Haigh chegou a brincar com o velho slogan da Apple, Think Different: “estamos presenciando mais uma vez a ideia de pensar diferente: do Mac ao iPod, ao iPhone, ao iPad, ao Apple Watch, aos serviços de assinatura, ao infinito e além.”

Os lucros do primeiro trimestre de 2021 deverão ser anunciados pela Apple ao fechamento do mercado hoje (27/01), ratificando sua posição como marca mais valiosa do mundo. Uma das expectativas, para alguns analistas, é de que pela primeira vez, a marca supere os US$ 100 bilhões.

iPhone 12 bastante importante para o sucesso

Mesmo que o iPhone tenha diminuído sua participação no resultado da Apple com relação à liderança alcançada há cinco anos, as vendas do iPhone 12 ainda são muito expressivas para os números alcançados agora. Outra expectativa que os analistas de mercado possuem é a de que a Apple alcance a marca de US$ 3 trilhões nos próximos meses. Muito dessas estimativas vieram após a empresa ultrapassar a capitalização recorde de mercado com US$ 2 trilhões em agosto de 2020.

Atualmente, a Amazon está atrás da Apple, ocupando agora a segunda colocação como marca mais valiosa, com o valor de US$ 254,2 bilhões, seguida pelo Google, com US$ 191,1 bilhões. Parte importante do sucesso da Amazon se deu por conta do aumento de vendas durante a pandemia. Já o Google enfrentou seu primeiro declínio durante os tempos de Covid-19. A Amazon teve uma valorização de marca de 15%, e o Google, de apenas 1%, segundo o Global 500 2021 da Brand Finance.

publicidade
Tesla foi a marca com maior crescimento em 2020

A marca de crescimento mais rápido no mundo foi a Tesla, com impressionantes 158% de crescimento, o que elevou o valor da marca em US$ 32 bilhões em 2021. Ano passado, a empresa de Elon Musk chegou aos US$ 500 bilhões. O sucesso é facilmente explicável, as fortes vendas de seus carros elétricos, enquanto as demais montadoras enfrentavam dificuldades em 2020. Um exemplo dos problemas enfrentados pelo setor vem da Mercedes-Benz. Líder em 2020, sofreu uma queda de 10%, indo para US$ 58,2 bilhões. Foi a maior queda no valor de marca entre todos os fabricantes de automóveis no ranking este ano.

Via Business Insider

Imagem: Nikada (iStock)