Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Jack Ma, CEO do gigante de e-commerce Alibaba, andava sumido após pisar em alguns calos de oficiais do governo chinês. Agora o executivo reapareceu em uma chamada de vídeo para entregar um prêmio de sua fundação de educação para 100 professores de áreas rurais da China. Ele não dava as caras em público desde outubro, deixando muita gente preocupada.

Ma criticou publicamente o sistema regulatório financeiro da China em uma convenção três meses atrás. Atualmente, o governo do país está investigando o Alibaba por supostas práticas de monopólio. O Partido Comunista parece cada vez mais desconfiado do poder que bilionários do setor privado estão ganhando na nação.

publicidade

Como Li Yuan escreveu para o New York Times: “Hoje, Alibaba e seu arquirrival, Tencent, controlam mais dados pessoais e estão mais intimamente envolvidos no cotidiano da China que Google, Facebook e outros titãs de tecnologia americanos nos EUA. E assim como seus colegas americanos, esses gigantes chineses podem intimidar concorrentes menores e matar inovação. Não é preciso ser um membro do Partido Comunista para ver uma razão em regulá-los”.

Então, desde as declarações de Ma contra o governo chinês, e considerando que o Partido não pega leve com dissidência, havia suspeitas de que pudessem ter “dado um sumiço” no bilionário.

Mas pela gravação da vídeo chamada, postada por um portal de notícias local de Zhejiang, o CEO parece estar são e salvo. O vídeo em que Jack Ma reapareceu também foi confirmado por um porta-voz do Alibaba, e fez as ações da companhia subirem 8% em Hong Kong.

Via TechCrunch

publicidade

Imagem: Frederic Legrand / Shutterstock