Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Já imaginou recarregar seu celular com o fogão? É basicamente o que propõe a tecnologia na qual água quente numa garrafa térmica é usada para alimentar um power bank (isto é, um carregador que funciona fora da tomada; até agora, por meio de baterias). Você o enche com água quente e ele gera eletricidade.

Soa low tech? Muito peleo contário: a ideia parte de uma tecnologia aeroespacial usada em foguetes. Ou seja, foi usada tecnologia espacial avançada transformada em tecnologia civil.

publicidade

Trata-se de uma tecnologia de conversão termoelétrica de alto desempenho que consegue transformar a energia térmica da bebida quente em energia elétrica. Esse mecanismo supera a geração de energia térmica de baixo custo em escala milimétrica e alto desempenho. Foi desenvolvido por cientistas do Instituto de Engenharia de Sistemas Aeronáuticos de Pequim,  a maior base de pesquisa, design, produção experimental e teste de armas de mísseis e veículos de lançamento da China, conhecido como o berço da indústria aeroespacial chinesa.

O power bank garrafa térmica ganhou a patente de invenção nacional da China. Por enquanto, não foi transformado em um produto de verdade, assim não espere estimativa de preços divulgados, ou data de lançamento, nem aqui, nem na China.

Como funciona

Basta colocar água quente no copo para carregar telefones celulares, câmeras, laptops e outros dispositivos digitais a qualquer momento usando um cabo USB ou recarga sem fio em aparelhos compatíveis.

Por se tratar de um copo térmico, tem formato cilíndrico e tamanho moderado, ideal para levar na bolsa. Além disso, mantém líquidos quentes, a uma temperatura de 65ºC, por até 6 horas ou mesmo os gelados a menos de 9°C pelo mesmo período. O que é perdido em calor pelo café é transferido ao aparelho caregagando.

publicidade

Por ser um banco de energia,  dispensa o carregamento direto da tomada o que o torna mais seguro e confiável, pois neste caso o risco de superaquecimento, curto-circuito, explosão ou incêndio cai para zero, quando comparado a um power bank tradicional.

O dispositivo promete ser muito útil em acampamentos ou na praia, basicamente em lugares sem acesso a energia elétrica pois quando o celular descarregar, vai bastar colocar água quente no copo para resolver o problema.

O power bank também pode ajudar muito em situações de emergência como se perder numa trilha, é só acender o fogo para esquentar a água e em poucos minutos usar o telefone para pedir socorro (naturalmente em um local que tenha sinal).

De qualquer forma, quando o dispositivo passar a ser comercializado vai valer  à pena seguir o conselho da vovó de beber mais chá quente, só que desta vez para carregar o smartphone.

Via GizmoChina e Digital Drops

Imagem: Purple Smith/Pexels/CC