Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Existe um jeito simples de “hackear” um celular Samsung. É possível desbloquear com a digital errada o Galaxy Note 20 e o 20 Ultra. Com ele, o aparelho se confunde, dando falsos positivos para digitais alheias. Qualquer estranho podia ter acesso ao aparelho.

Ou dava. A Samsung acabou de consertar, e sabemos do problema justamente por causa da lista de mudanças da atualização de segurança de janeiro de 2021. De acordo com a empresa, o firmware que elimina comportamento anormal permite uma alta frequência de falsos positivos em leituras de digital no Galaxy Note 20 e Galaxy Note 20 Ultra. Tudo por conta de um um bug associado aos protetores de tela.

publicidade

Alguns desses protetores, segundo a Samsung, estavam causando falsos positivos, levando ao “hacking” acima. A empresa não disse quais eram os modelos de protetores que permitiam desbloquear por digital errada o Galaxy Note 20 – compreensivelmente, pois hackers de verdades poderiam estudá-los, ou usar em celulares ainda não atualizados.

Não é a primeira vez. Modelos como o Galaxy S10 e Galaxy Note 10 também apresentaram falhas relacionadas à leitura de impressão digital em tempos passados. No caso atual, uma simples inserção de camada fina de plástico na tela já pode causar um problema bem grave de segurança.

O série 20 vem com um moderno sensor de digital por baixo da tela – se fosse um sensor dedicado, o protetor não mudaria nada. É um aviso para ser cuidadoso com abraçadr cedo demais novidades quando o assunto é a segurança.

Via SamMobile

publicidade