Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Depois de confirmar que mandará ao mercado um iPad de entrada com as tradicionais 10,2 polegadas (26,16 cm) e cogitar um modelo com 10,5 polegadas (26,7 cm), a Apple também estaria projetando para a 9ª geração do dispositivo um tablet mais leve e fino. Segundo o leaker Mac Otakara, a tela permanecerá com o mesmo tamanho, mas o iPad será “significativamente mais fino”.

De acordo com o vazador de informações, o novo iPad de entrada teria apenas 6,3 mm de espessura, contra os atuais 7,5 mm encontrados nos modelos de 8ª geração. Além disso, o peso também ficaria bem mais leve, passando das atuais 490 gramas para 460 gramas. Essas mudanças podem dar um novo visual ao dispositivo da Apple.

publicidade
Mais configurações vazadas

Mac Otakara confirmou junto às fontes da Apple que o iPad de entrada, apesar de ser mais leve e mais fino do que os atuais, seguirá com recursos que já conquistaram os fãs. Entre eles, é possível destacar o botão Touch ID e a entrada Lightning (nesse modelo, a Maçã prefere não usar o padrão USB-C). São esperados também uma tela totalmente laminada com revestimento antirreflexo.

O informante também aproveitou a chance para também dar um gostinho sobre o que se pode esperar de um suposto iPad Pro de 12,9 polegadas, que também estaria sendo preparado pela Apple e poderia chegar ao mercado com o iPad de entrada mais leve e fino da marca. Otakara afirmou apenas que ele poderia ser dotado de uma tela mini-LED (como esperado), e que chegaria como um modelo independente, para ser vendido com os demais iPads Pro.

O preço sugerido pelo leaker para o novo modelo de iPad da Apple é de US$ 299 (cerca de R$ 1.585 em conversão direta, sem impostos ou demais taxas de importação). Não há, no entanto, previsão de quando (nem mesmo se) a venda terá início e quais os mercados receberão o “enxuto” modelo de entrada da Apple em 2021.

Via Macrumors

publicidade