Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

De acordo com informações passadas pelo chefe de segurança do Facebook, Nathaniel Gleicher, ao portal Axios, a empresa oferecerá novos recursos de segurança a partir de 2021. O principal deles seria algo que o Twitter também já sinalizou: a introdução de um sistema de configuração de chaves físicas como forma de verificar a identidade do usuário antes do acesso à rede social pelo aplicativo móvel.

Segundo o Axios, a ideia do Facebook é permitir aos usuários a compra dessas chaves de segurança física em lojas online para posterior cadastro na plataforma.  “Nossa tese é que você tem que proteger as contas, porque todo ativo comprometido pode se tornar uma ferramenta que é usada por malfeitores para maiores danos – muito maiores – depois, além de causar danos imediatos às pessoas”, argumentou Nathaniel Gleicher, chefe de política de segurança do Facebook, ao explicar a decisão da empresa para a reportagem do Axios.

publicidade

O Facebook informou que o usuário que estiver interessado em configurar a segurança física para sua conta precisa, primeiro, habilitar a autenticação de dois fatores, algo que pode ser feito por mensagem de texto ou por um app de autenticação de terceiros. A explicação da Central de Ajuda do próprio Face diz que “usar sua chave de segurança é como usar uma chave para abrir uma porta”.

Os usuários que possuírem uma chave de segurança compatível com U2F (Universal 2nd Factor), como um dispositivo USB especial com suporte para U2F, e adicioná-la como um método de autenticação, poderão usá-la quando fizerem login na respectiva conta do Facebook.

Facebook Protect também será ampliado

Além de ampliar a segurança para os usuários comuns, o Facebook também planeja um upgrade em 2021 para o Facebook Protect, atualmente disponibilizado nos Estados Unidos para políticos, agências ligadas ao governo e funcionários eleitorais, perfis considerados mais suscetíveis aos ataques de hackers e que, por isso, necessitam de uma maior proteção.

De acordo com Nathaniel Gleicher, o Facebook disponibilizará, a partir de 2021, o Facebook Protect também para ativistas de Direitos Humanos, jornalistas, celebridades e usuários de fora dos Estados Unidos cujos países estejam em vias de realizar eleições importantes. O Facebook Protect tem, além dos recursos comuns, cláusulas de segurança adicionais, como monitoramento em tempo real para ameaças de hackers em potencial.

publicidade

“Pessoas más estão tentando atingir ativos de mídia social de vozes proeminentes. Só porque você não é um CEO ou um candidato político, não significa que você não seja uma pessoa proeminente em seu campo e um alvo em potencial”, concluiu o chefe de política de segurança do Facebook, sem cravar quando, efetivamente, as novas opções estarão disponíveis para uso.

Via Gadgets 360

Imagem: Alexas Fotos/Pixabay/CC