Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Devido à continuidade da pandemia global, o Dia Mundial de Luta Contra o HIV/Aids (01/12) será diferente. A organização sem fins lucrativos (RED) tem se mobilizado para destinar a renda que obtém com suas parcerias para o Fundo Global de Resposta ao Coronavírus. E sendo uma parceira da causa, a Apple colocou seus produtos (RED) para apoiar a luta contra o Covid-19.

Desde 2006, a gigante de Cupertino se uniu à organização internacional no combate ao HIV/Aids. Ao longo desses 14 anos, parte da renda obtida com iPhones, AirPods, AppleWatch e outros produtos na cor (obviamente) vermelha da foram doados para ações da causa, principalmente no continente africano. Porém, a pandemia do coronavírus está interferindo nos programas da (RED). Isso porque os pacientes soropositivos são mais vulneráveis ao Covid-19. 

publicidade
Apple Pay e doação

A ONU Aids mobilizou seu conselho que organiza o Fundo Global de Combate ao HIV/Aids, Tuberculose e Malária para criar um fundo que garantirá verba para ações contra o coronavírus e de apoio aos sistemas de saúde dos países auxiliados. Assim, a (RED) está destinando a verba que arrecada para esse novo sistema e contando com apoio das empresas parcerias, por isso a dona da Maçã está colaborando revertendo parte do dinheiro com venda dos seus produtos vermelhos para a luta contra o Covid-19.

Além dos produtos vermelhos, a Apple está contribuindo com a (RED) por meio do seu sistema de pagamento Apple Pay na luta contra o Covid-19. Cada compra realizada com ele, independente do valor, a empresa americana doa US$ 1 para o fundo global contra o coronavírus. E também é possível fazer uma doação usando o mesmo serviço pelo site da instituição red.org.

Via Blog da Apple.

publicidade