Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

A Nokia está preparando um novo modelo de smartphone para chegar em breve ao mercado, e a certificação sob o nome TA-1333 no FCC dos Estados Unidos acabou com o mistério. Ele é o Nokia 5.4, conforme levantado anteriormente pelo Nokia Power User (NPU).

As especificações encontradas no FCC mostram que o Nokia TA-1333 será um smartphone intermediário com configurações mais básicas, como suporte para Wi-Fi de 2,4GHz, bateria de 4000 mAh e um tamanho bem parecido com o Nokia 3.4 (161 x 76 mm).

publicidade

A diferença principal das informações divulgadas pelo NPU e pelo FCC é o armazenamento interno do smartphone. O NPU diz que o Nokia TA-1333 (ou Nokia 5.4) será oferecido aos consumidores em duas versões, com 64 ou 128 GB, enquanto o vazamento do órgão dos EUA indica apenas a maior capacidade. Ambos, no entanto, indicam na mesma memória RAM, de 4 GB.

TA-1333 está em pré-venda na Austrália como Nokia 5.4

Seja um modelo misterioso ou o esperado Nokia 5.4, o TA-1333 está em pré-venda no site australiano AusShop IT. A cor disponibilizada bate com uma das informações vazadas pelo NPU, que indicava duas opções: Azul e roxo.

O anúncio, sem foto do smartphone (para manter o mistério?) indica que o TA-1333 será vendido na versão roxa, com 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno por 349 dólares australianos (R$ 1.340 na conversão direta, sem taxas ou impostos).

O preço, ao menos antes da incisão dos impostos e taxas, está mais em conta do que o cobrado pelo Nokia 5.3, que saiu semanas atrás aqui no Brasil e vem sendo vendido por R$ 1.899 nas principais lojas de eletrônicos. Vale lembrar que o Nokia 5.3 é um smartphone intermediário que conta com um processador Snapdragon 665 com 4 GB de RAM e 64 GB de capacidade. A bateria é de 4000 mAh, com carregamento de 10 watts.

publicidade

Ainda não há nenhuma informação da HMD Global, ou dos vazadores de plantão, se o Nokia TA-1333 (ou Nokia 5.4) será vendido apenas no mercado local ou globalmente. A presença dele em pré-venda em um site australiano, no entanto, é um bom indício de que o mid-range poderá, em breve, dar as caras por aqui.

Imagem: Chenspeck/Pixabay/CC

Via GizChina.