AppleNotíciasConheça os vencedores Apple Music Awards 2020

Felipe Marsola Monteiro1 semana atrás10 min

Em sua segunda edição, a premiação de música da Apple parece ter ganhado um leve tom político orientado pelo movimento Black Lives Matter dos EUA. O evento terá apresentações em Dezembro, mas os vencedores o Apple Music Awards 2020 foram anunciados ontem (18/11). 

Com uma estrutura simples, a premiação conta com 5 categorias: Artista Global do Ano, Compositor do Ano, Artista Inovador do Ano, Álbum do Ano e Música do Ano. Sendo as três primeiras categorias escolhidas por uma equipe formada por especialistas e formadores de opinião. Já as demais foram eleitas com base no que os usuários da Apple Music mais ouviram no ano.

Dos cinco prêmios, 4 foram destinados para artistas negros. O que é bastante simbólico em um ano duro para os EUA e, principalmente para sua população negra. A campanha para a presidência polarizou mais ainda um país já dividido em linhas raciais. Tudo isso influenciou a escolha da principal categoria da premiação.

A abertura premiação da premiação ocorrerá no dia 14 de Dezembro e terá uma semana inteira de shows, entrevistas, evento para fãs e mais conteúdo, tudo apresentado em lives nos aplicativos Apple Music, Apple Music TV e Apple TV.

Mas, chega de ansiedade e enrolação. Confira os vencedores do Apple Music Awards 2020:

Artista Global do Ano: Lil Baby
Fotos de Lil Baby, um dos vencedores do Apple Music Awards 2020
(Fonte: Divulgação/Apple)

O cantor de rap Lil Baby teve uma ascensão rápida ao principais nomes do gênero nos EUA. Em pouco tempo, conseguiu milhões de streamings nas principais plataformas, tendo a música “My Turn” alcançado o topo da Apple Music Chart. Porém, seu trabalho ganhou novos olhares com a canção “The Bigger Picture”, bem como seu clipe.

A letra traz recortes de manchetes televisivas sobre a morte de George Floyd e os levantes do movimento Black Lives Matter. O clipe traz maior peso à crítica proposta pelo artista ao incorporar imagens dos protestos e da reação violenta da polícia. 

Em um ano tão conturbado, o reconhecimento do trabalho de Lil Baby se fez necessário. E o cantor ainda comenta a importância de seu crescimento: 

Este ano me mudou muito. Agora que sou um artista, sinto que minha voz pode ser ouvida através da minha música e eu precisava dizer algo [sobre a situação]. E meus fãs ouviram.

Artista Inovador do Ano: Megan Thee Stallion
Fotos de Megan Thee Stallion, um dos vencedores do Apple Music Awards 2020
(Fonte: Divulgação/Apple)

A rapper lançou dois singles de sucesso que alcançaram 300 milhões de streamings no mundo rapidamente. “WAP”, que conta com participação de Kardi B., e “Savage”, com Beyoncé. Isso faz com que seu álbum de estreia, que está a caminho, seja aguardado ansiosamente pela crítica. Mas, além de sua música ter bombado nas plataformas digitais, Megan também merece reconhecimento por adotar uma postura que valoriza a mulher negra em suas letras.

Compositora do Ano: Taylor Swift com “folklore”
Fotos de Taylor Swift, um dos vencedores do Apple Music Awards 2020
(Fonte: Divulgação/Apple)

Taylor Swift começou sua carreira de forma um tímida, com seu primeiro álbum seguindo um estilo country que agradou e gerou sua base de fãs. A cantora foi se renovando a cada lançamento, passando por diversas pegadas do pop. Em julho deste ano, Taylor lançou sua criação mais recente: Folklore. 

O disco é um indie-pop, com forte presença de guitarra e piano, além da colaboração de Aaron Dessner, da banda the National. Mas, em estrutura poética, a cantora investiu na construção de uma narrativa no gênero story-telling, contando histórias de personagens de forma inovadora em seu trabalho e ganhando melodias cinematográficas.

Canção do Ano e Música do Ano: Roddy Ricch
Fotos de Roddy Ricch, um dos vencedores do Apple Music Awards 2020
(Fonte: Divulgação/Apple)

A música “The box” do rapper Roddy Ricch alcançou o maior número de audições da Apple Music no ano, com 460 milhões até a data da premiação. Além disso, a canção rendeu diversos memes e se manteve no top dos charts por semanas seguidas. Seu álbum de estreia “Please Excuse Me for Being Antisocial” também segue o mesmo sucesso, rendendo mais de 1,5 bilhões de streamings pelo mundo todo.

Via Blog da Apple.