Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

No mesmo dia em que a imprensa do Reino Unido anunciou que um caminhão com produtos da Apple foi roubado, a mídia de Madri informou que funcionários da Amazon foram presos acusados de desviar iPhones.

De acordo com o site Apple Insider, um grupo de cinco funcionários da Amazon foi detido por, supostamente, roubar e desviar os celulares, todos dos modelos iPhone 12 e iPhone 12 Pro, de um centro de distribuição da loja na capital espanhola. O prejuízo da Amazon causado, estaria na casa dos US$ 592 mil, algo em torno de R$ 3,2 milhões.

publicidade
Anatomia de um golpe

A estratégia usada pelos acusados era ousada, e só foi descoberta porque a empresa instalou, de maneira praticamente oculta, câmeras de segurança em locais estratégicos do centro de distribuição.

Por meio das imagens captadas, a polícia de Madri descobriu como era o golpe dos usuários da Amazon para desviar iPhones e causar um prejuízo milionário à empresa de e-commerce. O grupo de cinco funcionários retirava os celulares iPhone 12 e iPhone 12 Pro das caixas e colocava em seus lugares aparelhos genéricos. Além disso, retirava os números de IMEI, dificultando, assim, o rastreamento dos dispositivos.

As suspeitas sobre o golpe começaram porque algumas caixas que, teoricamente seriam de iPhones, estariam bem mais leves do que o esperado. Com as imagens das câmeras na mão, a Amazon descobriu a trama e encaminhou os cinco funcionários à polícia.

Sede da Amazon em Madri já foi alvo de bomba

A sede da Amazon em Madri não foi palco somente de funcionários acusados de desviar iPhones em 2020. No início do ano, de acordo com informações do site da Forbes, o centro de distribuição na capital espanhola precisou ser esvaziado por uma ameaça de bomba.

publicidade

A polícia local esclareceu, no entanto, que tudo não passou de um alarme falso, e os funcionários puderam retornar ao trabalho normalmente.

Via: Apple Insider